Nome Classe de palavras aberta O nome pertence

  • Slides: 9
Download presentation
Nome Classe de palavras aberta

Nome Classe de palavras aberta

O nome pertence a uma classe aberta de palavras (porque é constituído por um

O nome pertence a uma classe aberta de palavras (porque é constituído por um número ilimitado de vocábulos ao qual se juntam constantemente novos elementos). Varia em género, número e, em alguns casos, em grau.

 SUBCLASSES DO NOME

SUBCLASSES DO NOME

 Nome próprio – indica um ser, pessoa, entidade ou região única e individual.

Nome próprio – indica um ser, pessoa, entidade ou região única e individual. Ex. : Cândida, Portugal, Alcobaça, Zara. Nome comum - indica seres, sentimentos, ou entidades não individualizados. Ex. : estante, cadeira, música, arroz, alegria. Nome comum contável - aquele que pode ser contado, ou colocado no plural. Ex. : uma gaivota/duas gaivotas/ as gaivotas um livro/dez livros/os livros um metro/quatro metros/os metros

Nome comum coletivo contável - aquele que, no singular, designa um conjunto de seres

Nome comum coletivo contável - aquele que, no singular, designa um conjunto de seres ou objetos da mesma espécie e que pode ser contado ou colocado no plural. Ex. : uma assembleia/duas assembleias/ as assembleias uma constelação/dez constelações/ as constelações Nome comum não contável - indica objetos ou entidades que não se podem decompor em partes individuais. Não têm parte singular, nem parte plural. Ex. : A satisfação daquelas meninas é grande. A farinha para o bolo está na despensa. Nome comum coletivo não contável - é um nome coletivo que não admite plural. Significa isto que não podemos referir vários conjuntos destes. Ex. : rapaziada/passarada/malta

E agora vamos treinar … com uns exercícios de aplicação! Porque tudo o que

E agora vamos treinar … com uns exercícios de aplicação! Porque tudo o que vos desejo é…. UM

Copia para o teu caderno: Nomes comuns Nomes próprios contáveis não contáveis coletivos não

Copia para o teu caderno: Nomes comuns Nomes próprios contáveis não contáveis coletivos não contáveis

Lê o excerto e preenche o quadro que copiaste com as palavras nele sublinhadas.

Lê o excerto e preenche o quadro que copiaste com as palavras nele sublinhadas. • Pinóquio vai para a escola No dia seguinte Pinóquio lá foi para a escola da Câmara. Imaginem aqueles malandros, quando viram entrar na sua escola um boneco. Na turma foi uma risota que nunca mais acabava. Um fazia-lhe uma careta, outro tirava-lhe o boné da mão; um puxava-o pela gola do casaco; outra tentava fazer-lhe com tinta uns grandes bigodes por baixo do nariz; e até havia quem experimentasse atarlhe cordéis aos pés e às mãos para o fazer dançar. Ao princípio Pinóquio suportou tudo com desenvoltura; mas por fim, faltando-lhe a paciência, virou-se para os que mais o incomodavam e faziam troça dele, e disse-lhes com má catadura: - Cuidado, malta! Eu não vim aqui para ser o bobo nas vossas mãos. Eu respeito os outros e quero respeito.

Conseguiste? Nomes comuns Nomes próprios Pinóquio contáveis não contáveis coletivos não contáveis dia paciência

Conseguiste? Nomes comuns Nomes próprios Pinóquio contáveis não contáveis coletivos não contáveis dia paciência turma malta escola troça malandros respeito nariz