Uma Proposta para Definio de uma Abordagem gil

  • Slides: 25
Download presentation
Uma Proposta para Definição de uma Abordagem Ágil à Gestão de Projetos baseada no

Uma Proposta para Definição de uma Abordagem Ágil à Gestão de Projetos baseada no PMBOK® Guide Luciana de Queiroz Leal ([email protected] ufpe. br) Hermano Perrelli de Moura ([email protected] ufpe. br) 29 de março de 2007

Agenda u Gerenciamento de Projetos e o PMBOK® Guide u Características de Gerenciamento de

Agenda u Gerenciamento de Projetos e o PMBOK® Guide u Características de Gerenciamento de Projetos Tradicional u Teorias em Gerenciamento Ágil u Gerenciamento Ágil de Projetos u Proposta Metodologia de Definição u Aplicando a metodologia u u Mapas Mentais no Desenvolvimento de EAPs u Considerações Finais e Trabalhos Futuros u Referências Bibliográficas

Gerenciamento de Projetos e o PMBOK® Guide u Projeto “ É um esforço temporário

Gerenciamento de Projetos e o PMBOK® Guide u Projeto “ É um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. ” [PMBOK, 2004] u Gerenciamento de Projetos “ É a aplicação do conhecimento, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto de forma a atingir e exceder as necessidades e expectativas dos interessados pelo projeto. ” [PMBOK, 2004]

PMBOK ® Guide u É um framework de processos, onde são definidas áreas de

PMBOK ® Guide u É um framework de processos, onde são definidas áreas de gerenciamento e suas atividades em termos de entradas, ferramentas utilizadas e as saídas geradas u Objetivo u Descrever conceitos e processos da gerência de projetos, padronizando as técnicas e os termos já utilizados na atividade de monitoramento de um projeto.

PMBOK ® Guide u Processos ocorrem dentro de cinco grupos básicos u Iniciação, Planejamento,

PMBOK ® Guide u Processos ocorrem dentro de cinco grupos básicos u Iniciação, Planejamento, Execução, Controle e Fechamento u Nove áreas de conhecimento u Escopo, Tempo, Custos, Qualidade, Comunicações, Riscos, Aquisições, Recursos Humanos, Integração u 44 processos

Características do Gerenciamento Tradicional u Foco no processo u Gerente centralizador u Cliente pouco

Características do Gerenciamento Tradicional u Foco no processo u Gerente centralizador u Cliente pouco envolvido u Requisitos conhecidos, estáveis u Retrabalho caro u Comunicação formal u Planejamento direciona os resultados u Objetivo: controlar, em busca de alcançar o planejado

Teorias em Gerenciamento Ágil u Baseado na teoria do gerenciamento e a teoria da

Teorias em Gerenciamento Ágil u Baseado na teoria do gerenciamento e a teoria da produção. u 1980: Primeiros indícios de agilidade em gestão u 2000: Manifesto Ágil e Declaração de interdependência

Teorias em Gerenciamento Ágil u Teoria das restrições (Theory of Constraints - TOC) u

Teorias em Gerenciamento Ágil u Teoria das restrições (Theory of Constraints - TOC) u Estoque Just-in-time (JIT) u Produção da Toyota ou Abordagem Kanban u Qualidade u TQM u Lean Production u TQM + JIT u Six Sigma u Manifesto Ágil

Teorias em Gerenciamento Ágil u Comparando as teorias temos que todas elas estão relacionadas.

Teorias em Gerenciamento Ágil u Comparando as teorias temos que todas elas estão relacionadas. u Elas representam melhores práticas para execução de um processo, sistema ou cadeia de valor. u TOC tem seu foco em gargalos. u JIT quando foi criada enfocava a redução controlada do estoque. u O conceito de Lean é a combinação de todos eles. u Six Sigma e TQM focam em qualidade u Six Sigma: complementa Lean Production.

Manifesto Ágil u Melhores formas de desenvolver software através da prática da própria equipe

Manifesto Ágil u Melhores formas de desenvolver software através da prática da própria equipe e auxiliando outros. u Valores u Indivíduos e Iterações u Software funcionando u Colaboração com cliente u Resposta a mudanças

Gerenciamento Ágil de Projetos [CHIN, 2004]

Gerenciamento Ágil de Projetos [CHIN, 2004]

Gerenciamento Ágil de Projetos “ Um conjunto de valores, princípios e práticas que auxiliam

Gerenciamento Ágil de Projetos “ Um conjunto de valores, princípios e práticas que auxiliam a equipe de projeto a entregar produtos ou serviços de valor em um ambiente complexo, instável e desafiador” [HIGHSMITH, 2004] “ Uma nova plataforma de gerenciamento de projetos, aplicável a ambientes voláteis e desafiadores, sujeitos a mudanças freqüentes, em que o processo prescritivo e padronizado não mais se adequa. ” [CHIN, 2004]

 Proposta u Promover agilidade ao corpo de conhecimentos em gerenciamento de projetos existente

Proposta u Promover agilidade ao corpo de conhecimentos em gerenciamento de projetos existente u PMBOK Ágil? u A quais tipos de projetos se aplica?

Por que uma Abordagem Ágil? u O PMBOK® Guide é muito abrangente e baseado

Por que uma Abordagem Ágil? u O PMBOK® Guide é muito abrangente e baseado em gerenciamento de projetos clássico u Gerenciamento ágil não possui um conjunto de melhores práticas u A possibilidade de responder a imprevistos mais rapidamente u Entregas rápidas e de valor ao cliente

Metodologia de Definição u Escolher uma área de conhecimento; u Selecionar um processo dentro

Metodologia de Definição u Escolher uma área de conhecimento; u Selecionar um processo dentro da área de conhecimento; u Verificar o equivalente às entradas do processo em termos de abordagens ágeis ou sugerir outro tipo de entrada; u Identificar ferramentas e técnicas ágeis para a execução do processo; u Definir quais as saídas do processo, de acordo com as entradas e ferramentas e técnicas utilizadas.

Aplicando a Metodologia u Área de Conhecimento: Gerenciamento de Escopo u Processo Escolhido: Criar

Aplicando a Metodologia u Área de Conhecimento: Gerenciamento de Escopo u Processo Escolhido: Criar EAP u EAP: Estrutura Analítica de Projeto u Organiza e define o escopo total do projeto e subdivide o trabalho do projeto em partes menores e mais facilmente gerenciáveis.

Aplicando a Metodologia u No PMBOK

Aplicando a Metodologia u No PMBOK

Aplicando a Metodologia Etapas da Metodologia Resultados Escolher uma área de conhecimento Gerenciamento de

Aplicando a Metodologia Etapas da Metodologia Resultados Escolher uma área de conhecimento Gerenciamento de Escopo Selecionar um processo dentro da área de conhecimento; Criar EAP Verificar o equivalente as entradas do processo em termos de abordagens ágeis ou sugerir outro tipo de entrada; Escopo do projeto em alto nível Identificar ferramentas e técnicas ágeis para a execução do processo; Mapas mentais Definir quais as saídas do processo, de acordo com as entradas e ferramentas e técnicas utilizadas. Estrutura Analítica do Projeto, Plano de iteração

Mapas Mentais no Desenvolvimento de EAPs u Informalidade u Assimilação pelos participantes de um

Mapas Mentais no Desenvolvimento de EAPs u Informalidade u Assimilação pelos participantes de um projeto normalmente é mais rápida u Facilitam reuniões com o cliente u Auxiliam a identificação das partes do projeto que compõem a EAP u Apresentam o que deve ser feito através de uma EAP bem estruturada u. . . e como deve ser feito com o uso de uma EAP associado a um cronograma ou o seu esboço

Considerações Finais u Abordagens possuem pontos positivos e negativos u Partem de pressupostos diferentes,

Considerações Finais u Abordagens possuem pontos positivos e negativos u Partem de pressupostos diferentes, mas são compatíveis u Proposta: u Um corpo de conhecimento ágil em gerenciamento de projetos baseado no PMBOK® Guide u Base em métodos ágeis de gestão e relatos de experiências

Trabalhos Futuros u Definir quais áreas de conhecimento serão trabalhadas u Definir escopo de

Trabalhos Futuros u Definir quais áreas de conhecimento serão trabalhadas u Definir escopo de aplicação u Estudo de caso u Aplicação em empresas u Entrevista com especialistas

Referências Bibliográficas 1. AGILE ALLIANCE. Manifesto for agile software development. Disponível em <http: //www.

Referências Bibliográficas 1. AGILE ALLIANCE. Manifesto for agile software development. Disponível em <http: //www. agilemanifesto. org/>. Acesso em 29 nov. 2006. 2. AMBLER, S. W. Gerenciamento ágil de projetos: Colocando o desenvolvimento de software em dia. Mundo PM, Rio de Janeiro, v. 11, p. 10 -16, out/nov. 2006. 3. AUGUSTINE, S. Adotando métodos de entrega ágil. Mundo PM, Rio de Janeiro, v. 11, p. 70 -74, out/nov. 2006. 4. BOEHM, B. Get ready for agile methods, with care. IEEE Computer Magazine, p. 2 -7, jan. 2002. 5. CHIN, G. Agile project management: how to succed in the face of changing project requirements. New York: Amacon, 2004. 229 p. 6. HIGHSMITH, J. Agile project management: creating innovative products. Boston: Addison. Wesley, 2004. 312 p. 7. HIGHSMITH, J. What is agile software development? Crosstalk, v. 15, p. 4 -9, out. 2002. 8. PAULK, M. C. Agile Metodologies and Process Discipline. Crosstalk, v. 15, p. 15 -18, out 2002. 9. PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE – PMI. PMBOK Guide: Um guia do conjunto de conhecimentos do gerenciamento de projetos. Pennsylvania: Project Management Institute, 3. ed. , 2004.

Referências Bibliográficas 10. UDO, N. ; KOPPENSTEINER, S. Will agile development change the way

Referências Bibliográficas 10. UDO, N. ; KOPPENSTEINER, S. Will agile development change the way we manage software projects? Agile from a PMBOK guide perspective. Projectway, 2003. 11. SLIGER, M. A project manager’s survival guide to going agile. Rally Software Development Corporation, 2006. 12. GRIFFITHS, M. Using agile alongside the PMBOK. PMI Global Congress Proceedings, 2004. 13. ABRAHAMSSON, P. ; WASTA, J. ; SIPONEN, M. T. ; RONKAINEN, J. New directions on agile methods: A comparative analysis. Proceedings of the International conference on Software Engineering, 2003. 14. AUGUSTINE, S. ; PAYNE, B. ; SENCINDIVER, F. ; WOODCOCK, S. Agile project management: Steering from the edges. Communications of the ACM, v. 48, dez. 2005. p. 8589. 15. DECARLO, D. Extreme project management: Using leadership, principles, and tools to deliver value in the face of volatility. California: Jossey-Bass, 2004. 560 p. 16. NERUR, S. ; MAHAPATRA, R. ; MANGALARAJ, G. Challenges of migrating to agile methodologies. Communications of the ACM, v. 48, mai. 2005. p. 73 -78. 17. AUGUSTINE, S. Managing agile projects. Prentice Hall, 2005. 264 p. 18. DECLARATION OF INTERDEPENDENCE. Declaration of interdependence. Disponível em < http: //pmdoi. org/>. Acesso em 29 nov. 2006. 19. ANDERSON, D. J. Agile management for software engineering: Applying theory of constraints for business results. New Jersey: Prentice Hall, 2003. 336 p.

Referências Bibliográficas 20. KERZNER, H. Project Management: A Systems Approach to Planning, Scheduling, and

Referências Bibliográficas 20. KERZNER, H. Project Management: A Systems Approach to Planning, Scheduling, and Controlling. New Jersey: John Wiley & Sons, 2003. 912 p. 21. COCKBURN, A. ; HIGHSMITH, J. Agile software development: the people factor. IEEE Computer Magazine, nov. 2001, p. 131 -133. 22. SANJIV, A. ; WOODCOCK, S. Agile project management: emergent order through visionary leadership. 23. DIAS, M. V. B. Um novo enfoque para o gerenciamento de projetos de desenvolvimento de software. Dissertação de mestrado. São Paulo: USP, 2005. 202 p.

Perguntas?

Perguntas?