SLIDE 02 VISO METODOLGICA E DIDTICA DO ENSINO

  • Slides: 13
Download presentation
SLIDE 02 VISÃO METODOLÓGICA E DIDÁTICA DO ENSINO RELIGIOSO

SLIDE 02 VISÃO METODOLÓGICA E DIDÁTICA DO ENSINO RELIGIOSO

COMPREENDER AS INTERFACES ENTRE O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO E A DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO,

COMPREENDER AS INTERFACES ENTRE O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO E A DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO, A FIM DE ESTABELECER UMA METODOLOGIA QUE DIALOGUE COM AS DEMAIS ÁREAS DO CONHECIMENTO E COM OS TEMAS TRANSERSAIS.

PROJETO PEDAGÓGICO E O ENSINO RELIGIOSO É por meio do projeto pedagógico que a

PROJETO PEDAGÓGICO E O ENSINO RELIGIOSO É por meio do projeto pedagógico que a escola delineia os rumos que deseja tomar no futuro, adquirindo como referência as condições atuais e a realidade local. Aqui, destacamos a definição de Projeto Político Pedagógico (PPP): Projeto porque faz uma projeção da intencionalidade educativa para futura operacionalização [. . . ], político porque define uma posição do grupo, supõe uma proposta coletiva, consciente, fundamentada e contextualizada para a formação do cidadão [. . . ], pedagógica porque define a intencionalidade formativa, expressa uma proposta de intervenção formativa. (EYNG, 2002, p. 26).

Nesse sentido, Veiga (1995, p. 13) afirma: O projeto busca um rumo, uma direção.

Nesse sentido, Veiga (1995, p. 13) afirma: O projeto busca um rumo, uma direção. É uma ação intencional com um sentido explícito, com um compromisso definido coletivamente. Por isso, todo projeto pedagógico da escola e, também, um projeto político por estar intimamente articulado ao compromisso sociopolítico com os interesses reais e coletivos da população majoritária. É político no sentido de compromisso com a formação do cidadão para um tipo de sociedade. [. . . ] Na dimensão pedagógica reside a possibilidade da efetivação da intencionalidade da escola, que é a formação do cidadão participativo, responsável, compromissado, crítico e criativo. Pedagógico, no sentido de definir as ações educativas e as características necessárias às escolas de cumprirem seus propósitos e sua intencionalidade.

SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS PARA O ENSINO RELIGIOSO [. . . ] o Ensino Religioso, enquanto

SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS PARA O ENSINO RELIGIOSO [. . . ] o Ensino Religioso, enquanto disciplina enquadrase no padrão comum a todas as outras áreas do conhecimento, ou seja, tem objeto de estudo próprio: o fenômeno religioso; conteúdo próprio: conhecimento religioso; tratamento didático: didática do fenômeno religioso; objetivos próprios; metodologia e sistema de avaliação. (Cf. Ensino Religioso: Referencial Curricular para a Proposta Pedagógica da Escola, 2000). (FONAPER et al, 2009)

Com base nos eixos de conteúdos (Culturas e Tradições Religiosas, Textos Sagrados Orais e

Com base nos eixos de conteúdos (Culturas e Tradições Religiosas, Textos Sagrados Orais e Escritos, Teologias, Ritos, Ethos), o Parâmetro Curricular Nacional propõe conteúdos relacionados às situações e acontecimentos do cotidiano e geradores de valores. Também deverão ser trabalhados, segundo Figueiredo (1995), conteúdos que possibilitem uma relação consigo mesmo, com o outro, com o espaço, com o transcendente, procurando despertar para a sensibilidade diante de situações desumanas, que ferem a dignidade humana.

assim como perceber os mecanismos geradores de vida que devem ser valorizados, sobretudo os

assim como perceber os mecanismos geradores de vida que devem ser valorizados, sobretudo os que proporcionam dignidade ao ser humano. Elementos que contribuam para a formação do senso crítico, de uma consciência ecológica, de uma síntese entre a cultura e a experiência religiosa. Conteúdos que permitam compreender e reconhecer as diferentes denominações religiosas, os fundamentos antro pológicos do simbolismo e sua relação com a experiência do transcendente.

Elementos que habilitem o aluno a uma leitura e interpretação dos fatos históricos e

Elementos que habilitem o aluno a uma leitura e interpretação dos fatos históricos e narrações relacionadas com o fenômeno religioso. O Ensino Religioso no ensino fundamental necessita de uma metodologia que relacione os conteúdos apreendidos com a diversidade religiosa presente na sociedade. Oleniki e Daldegan sugerem quatro momentos que se articulam entre si e contribuem no fazer pedagógico da disciplina:

1º momento: apresentar as informações de determinado conteúdo, relativo a uma ou várias tradições

1º momento: apresentar as informações de determinado conteúdo, relativo a uma ou várias tradições religiosas, por meio de diferentes estratégias, como por exemplo: música, história narrada ou dramatizada, dinâmica de grupo etc; 2º momento: propor atividades a serem desenvolvidas individualmente ou em grupo. São atividades, que possibilitam ampliar a abordagem do conteúdo proposto, levando o educando a aprender a fazer, a conhecer e, a saber de si. ; 3º momento: promover uma síntese (. . . )

4º momento: possibilitar um espaço aberto para aprimorar o conteúdo proposto, interagindo com as

4º momento: possibilitar um espaço aberto para aprimorar o conteúdo proposto, interagindo com as experiências pessoais. (OLENIKI, DALDEGAN, 2003, p. 74 -78) Os PCNER destacam que o tratamento didático a essa área do conhecimento apoia-se nas etapas de: Observação – Reflexão – Informação. Observação: para o trabalho com os conceitos básicos do Ensino Religioso; Reflexão: para o entendimento e a decodificação do fenômeno religioso; e Informação: apropriação do conhecimento sistematizado, organizado e elaborado (FONAPER, 1997, p. 34 -35).

Resolução da atividade Dica para quando você for planejar a sua aula de Ensino

Resolução da atividade Dica para quando você for planejar a sua aula de Ensino Religioso (observe que os autores ampliaram as etapas da metodologia sugerida pelos PCNER): Sugere-se que cada aula parta de um ponto introdutório capaz de proporcionar motivação, organização do espaço interior e exterior, bem como apresente de maneira interessante a temática que será desenvolvida, é o momento que chamamos de sensibilização.

No momento seguinte sugere-se como passo metodológico a realização da observação-reflexão-informação. Esses momentos se

No momento seguinte sugere-se como passo metodológico a realização da observação-reflexão-informação. Esses momentos se interligam, numa dinâmica, num movimento constante, portanto, não são estanques e nem isolados. Desse modo, busca-se decodificar e analisar os elementos básicos que compõem o fenômeno religioso, enfocando os conteúdos em uma rede de relações e de forma progressiva, propiciando ao aluno a ampliação de sua visão de mundo, o exercício do diálogo inter-religioso e a valorização das diferentes expressões religiosas e místicas a partir do seu contexto sociocultural. No terceiro e último momento, realiza-se uma síntese na qual o resultado de todo processo de ensino/aprendizagem se estabelece por meio de uma proposta de comportamentos éticos. (ASSINTEC/SME, 2007, p. 6 -7).