Ponto de Partida Da Viso Sistmica Paulo Martins

  • Slides: 12
Download presentation
Ponto de Partida: Da Visão Sistêmica Paulo Martins E-mail: paulinho. martins@terra. com. br

Ponto de Partida: Da Visão Sistêmica Paulo Martins E-mail: paulinho. [email protected] com. br

Teoria Geral dos Sistemas: Foi formulada pelo Economista Kenneth Boulding e pelo Biólogo Ludwig

Teoria Geral dos Sistemas: Foi formulada pelo Economista Kenneth Boulding e pelo Biólogo Ludwig von Bertalanffy por volta de 1950. Foi criada com o objetivo de sintetizar as idéias comuns a diversas disciplinas. SISTEMA: Qualquer entidade conceitual ou física, composta de partes interatuantes, interdependentes e inter-relacionadas, dotadas de um objetivo. Ex. : Carro Paulo Martins E-mail: paulinho. [email protected] com. br

Teoria Geral dos Sistemas: A lógica integrativa: Ao entendermos um Organização (Empresa), sabe-se que

Teoria Geral dos Sistemas: A lógica integrativa: Ao entendermos um Organização (Empresa), sabe-se que o “Sistema” significa a Empresa como um todo e os subsistemas, as partes inter-relacionadas (finaças, marketing, RH, vendas, produção, etc. ). Assim entendemos que: Se um de seus subsistemas não funciona, este prejudica todo o sistema (ex. : Corpo Humano) Paulo Martins E-mail: paulinho. [email protected] com. br

Sistemas Abertos e Fechados São divididos em oito níveis, onde os 03 primeiros são

Sistemas Abertos e Fechados São divididos em oito níveis, onde os 03 primeiros são chamados “Fechados” e os 05 seguintes, “Abertos”. Paulo Martins E-mail: paulinho. [email protected] com. br

Sistemas Abertos e Fechados Implicação Crítica para o Gerenciamento: 1. 2. Estruturas: Organograma Organizacional

Sistemas Abertos e Fechados Implicação Crítica para o Gerenciamento: 1. 2. Estruturas: Organograma Organizacional Mecanismos de Relógios: Movimentos pré-determinados (Processos) 3. Termostato: Comunicação e integração de informações (feedback) 4. Auto-regulável – Célula: Qualquer forma de vida depende de ingestão, excreção ou mudança metabólica. 5. Vida Vegetal: Divisão dos trabalhos das células formadoras, das plantas, raízes, etc. (as células formadoras formam por consciência, a vida vegetal, por característica, sem raciocínio) Paulo Martins E-mail: paulinho. [email protected] com. br

Sistemas Abertos e Fechados Implicação Crítica para o Gerenciamento: 6. Reino animal: Os sistemas

Sistemas Abertos e Fechados Implicação Crítica para o Gerenciamento: 6. Reino animal: Os sistemas sensoriais são predominates, pois criam o sistema nervoso, capaz de organizar as informações captadas. 7. Ser Humano: Qualidade auto-reflexiva (o homem sabe, e sabe que sabe). Seu comportamento é profundamente afetado pela época que vive. 8. Organização Social: A unidade não é o indivíduo, mas o papel que ele exerce. Paulo Martins E-mail: paulinho. [email protected] com. br

Componetes e características de um sistema: 1. Insumos (entradas) : Matéria Prima, recursos… 2.

Componetes e características de um sistema: 1. Insumos (entradas) : Matéria Prima, recursos… 2. Processamento (transformação) 3. Exsumos (produto): Matéria já processada. 4. Entropia: Deterioração de equipamentos por uso prolongado. 5. Homeostase: Estartégias que deverão ser criadas a fim de corrigir eventuais falhas na organização (Corpo humano, criação de anticorpos =/= automático). 6. Retroalimentação: (Feedback) 7. Decomposição do sistema em subsistema: Descentralização das decisões. Paulo Martins E-mail: paulinho. [email protected] com. br

A ótica agregadora 1. 2. Entendemos as organizações como sistemas e subsistemas. Facilita o

A ótica agregadora 1. 2. Entendemos as organizações como sistemas e subsistemas. Facilita o processo de identificação e diagnóstico organizacional (em caso de falhas ou na criação de novas estratégias) 3. Auxilia na compreensão de cada subsistema e seu funcionamento. 4. Permite a tomada de decisões em susbsistemas isoladamente, não necessitando afetar todo o sistema. Paulo Martins E-mail: paulinho. [email protected] com. br

Estabelecimentos de Objetivos: Abre uma visão Macro para entendermos os comportamentos dos indivíduos e

Estabelecimentos de Objetivos: Abre uma visão Macro para entendermos os comportamentos dos indivíduos e consequentemente da Organização. Paulo Martins E-mail: paulinho. [email protected] com. br

Abaixo, as 05 categorias de Objetivos: • Objetivos da Sociedade: Produzir mantendo a ordem,

Abaixo, as 05 categorias de Objetivos: • Objetivos da Sociedade: Produzir mantendo a ordem, criando valores culturais… • Objetivos da Produção: Foco no seu cliente. • Objetivos de Sistemas: A inter-relação com o crescimento, estabilidade da organização, etc… • Objetivos de Produtos: Características do produto (qualidade, variedade e etc. ) • Objetivos derivados: Crescimento profissional, responsabildade social, políticas de investimento e etc. Paulo Martins E-mail: paulinho. [email protected] com. br

Abordagem Sociotécnica: Vêm de uma união do Subsistema Técnico, com o Subsistema Social ,

Abordagem Sociotécnica: Vêm de uma união do Subsistema Técnico, com o Subsistema Social , a saber: Subsistema Técnico: Tarefas a serem implementadas, Incluindo equipamentos e ferramentas a serem utilizadas. Subsistema Social: Abrange as relações entre as pessoas que executarão esta tarefa. Paulo Martins E-mail: paulinho. [email protected] com. br

Abordagem Sociotécnica: • Devem ser consideradas unificadas. • Qualquer mudança a um dos subsistemas,

Abordagem Sociotécnica: • Devem ser consideradas unificadas. • Qualquer mudança a um dos subsistemas, trará consequências ao outro. • As estratégias devem ser criadas, considerando as duas partes, mesmo sendo específicamente para uma delas. Paulo Martins E-mail: paulinho. [email protected] com. br