POLIOMIELIT E O QUE POLIOMIELITE A Poliomielite tambm

  • Slides: 12
Download presentation
POLIOMIELIT E

POLIOMIELIT E

O QUE É POLIOMIELITE? A Poliomielite, também conhecida como Paralisia infantil, é uma infecção

O QUE É POLIOMIELITE? A Poliomielite, também conhecida como Paralisia infantil, é uma infecção que se dá através de um vírus RNA, conhecido como poliovírus.

PERÍODO DE INCUBAÇÃO: Após se instalar em seu hospedeiro, o vírus passa por um

PERÍODO DE INCUBAÇÃO: Após se instalar em seu hospedeiro, o vírus passa por um período de incubação que pode variar de 2 a 30 dias, mas, de forma geral, este período leva de 7 a 12 dias.

TRANSMISSÃO: A transmissão desta doença ocorre através de contato direto com as fezes (via

TRANSMISSÃO: A transmissão desta doença ocorre através de contato direto com as fezes (via fecal) ou gotículas expelidas pela boca da pessoa infectada (via oral).

SINTOMAS: Febre sem causa aparente, infecções, meningite asséptica, paralisia e óbito. Apesar de todas

SINTOMAS: Febre sem causa aparente, infecções, meningite asséptica, paralisia e óbito. Apesar de todas estas formas de manifestação, seu quadro mais comum é a paralisia que afeta em geral os membros inferiores, e esta, costuma surgir de forma súbita, vindo acompanhada de febre, assimetria, flacidez muscular, sensibilidade conservada e seqüela após dois meses do início da enfermidade.

DIAGNÓSTICO: O diagnóstico é por detecção do seu DNA com PCR ou isolamento e

DIAGNÓSTICO: O diagnóstico é por detecção do seu DNA com PCR ou isolamento e observação com microscópio eletrônico do vírus de fluidos corporais.

PREVENÇÃO: A única medida preventiva eficaz contra a doença é a vacinação. Há dois

PREVENÇÃO: A única medida preventiva eficaz contra a doença é a vacinação. Há dois tipos de vacina: a Salk e a Sabin. A Salk consiste nos três sorotipos do vírus inativos com formalina ("mortos"), e foi introduzida em 1955 por Jonas Salk. A Sabin, que começou a ser testada em humanos em 1957 e foi licenciada em 1962, consiste nos três sorotipos vivos mas pouco virulentos. É de administração oral, baixo preço e alta eficácia, mas em 1 caso em cada milhão os vírus vivos tornam -se virulentos e causam paralisia. A melhor forma de prevenir esta doença é a prevenção através da vacinação. A vacina contra a Poliomielite é a VPO-Sabin e deve ser tomada por todas as crianças sendo que a primeira dose deve ser tomada aos 2 meses, a segunda dose aos 4 meses, a terceira dose aos 6 meses, e, após este período, um reforço aos 15 meses.

TRATAMENTO: A poliomielite não tem tratamento específico. No passado preservava-se a vida dos doentes

TRATAMENTO: A poliomielite não tem tratamento específico. No passado preservava-se a vida dos doentes com poliomielite bulbar e paralisia do diafragma e outros músculos respiratórios com o auxílio de máquinas que criavam as pressões positivas e negativas necessárias à respiração por eles (respiração artificial ou pulmão de ferro).

VÍRUS DA POLIOMIELITE: Grupo: Grupo IV ((+)ss. RNA) Família: Picornaviridae Gênero: Enterovirus Espécie: Enterovirus

VÍRUS DA POLIOMIELITE: Grupo: Grupo IV ((+)ss. RNA) Família: Picornaviridae Gênero: Enterovirus Espécie: Enterovirus poliovirus O vírus é recoberto apenas pelo capsídeo e é extremamente resistente às condições externas.

HISTÓRIA: A poliomielite é conhecida desde a pré-história. Em pinturas do antigo Egito já

HISTÓRIA: A poliomielite é conhecida desde a pré-história. Em pinturas do antigo Egito já aparecem figuras com membros flácidos atrofiados típicos da doença. A primeira descrição médica da doença foi feita por Jakob Heine em 1840 enquanto Karl Oskar Medin foi o primeiro a estudá-la seriamente em 1890, o que levou à sua denominação alternativa, doença de Heine-Medin. Em 1988, a OMS com o apoio de Rotary International, no seguimento da erradicação do vírus da varíola, estabeleceu o objetivo de através de campanhas de vacinação erradicar o poliovirus do planeta até ao ano 2000.

INFORMAÇÕES SOBRE A DOENÇA: Há ainda as paralisias menos comuns, sendo que estas afetam

INFORMAÇÕES SOBRE A DOENÇA: Há ainda as paralisias menos comuns, sendo que estas afetam os músculos respiratórios e da deglutição, neste caso, há risco de morte para o indivíduo com esta forma de paralisia. Ambos os tipos de paralisias podem apresentar seqüelas, que podem ser tanto seqüelas paralíticas, como é o caso da paralisia dos membros inferiores, ou, até parada respiratória, devido à paralisia dos músculos respiratórios.

SEQUELAS DE POLIOMIELITE PARALÍTICA NA PERNA DIREITA DE CRIANÇA

SEQUELAS DE POLIOMIELITE PARALÍTICA NA PERNA DIREITA DE CRIANÇA