PARQUIA NOSSA SENHORA DO RSARIO ASSEMBLEIA PAROQUIAL COMUNIDADE

  • Slides: 33
Download presentation
PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO RÓSARIO

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO RÓSARIO

ASSEMBLEIA PAROQUIAL COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA

ASSEMBLEIA PAROQUIAL COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA

PRIORIDADE JUVENTUDE: AVANÇOS ü Retiro das Santas Missões com participação jovem. ü Presença das

PRIORIDADE JUVENTUDE: AVANÇOS ü Retiro das Santas Missões com participação jovem. ü Presença das Irmãs org. PJ ü Formação da PJ.

üAVANÇOS ü Participação dos Jovens na liturgia, (canto e catequese). ü Participação dos jovens

üAVANÇOS ü Participação dos Jovens na liturgia, (canto e catequese). ü Participação dos jovens na cultura local (marujadas). ü Formação de grupos de jovens (8).

PRIORIDADE JUVENTUDE CAMINHOS/ DESAFIOS v - Incentivar os jovens para assumirem serviços nas Pastorais.

PRIORIDADE JUVENTUDE CAMINHOS/ DESAFIOS v - Incentivar os jovens para assumirem serviços nas Pastorais. v -Persistências dos jovens. v - Os Adultos aceitarem o jeito jovem de ser (dialogo).

CAMINHOS / DESAFIOS v Pessoas preparadas para trabalhar com os jovens. v - Intercâmbio

CAMINHOS / DESAFIOS v Pessoas preparadas para trabalhar com os jovens. v - Intercâmbio Igreja – escola (Informática, esporte e musica)

PRIORIDADE JUVENTUDE LACUNAS/DIFICULDADES q-Intercâmbio (comunicação) q- Liderança q- Realização de eventos com jovens (com

PRIORIDADE JUVENTUDE LACUNAS/DIFICULDADES q-Intercâmbio (comunicação) q- Liderança q- Realização de eventos com jovens (com calendário) q- Incentivo dos Pais e apoio das famílias

LACUNAS / DIFICULDADES q- Falta de compromisso (2), interesse e disponibilidade do jovem (3).

LACUNAS / DIFICULDADES q- Falta de compromisso (2), interesse e disponibilidade do jovem (3). q- Falta de fervor das famílias, também fragilizadas pelas mídias.

PRIORIDADE JUVENTUDE SUGESTÕES: Ø Presença do Padre nas escolas. Ø Encontros intercomunitários e inter

PRIORIDADE JUVENTUDE SUGESTÕES: Ø Presença do Padre nas escolas. Ø Encontros intercomunitários e inter setorial com os jovens. Ø Missão jovem, atividades sociais, formação e retiros.

SUGESTÕES o Catequese na família e incentivo à participação nas pastorais. . o Criar

SUGESTÕES o Catequese na família e incentivo à participação nas pastorais. . o Criar espaço jovem no Elo Missionário e site, com formação para os responsáveis.

SUGESTÕES o Trabalhar a questão da comunidade Irmã entre os jovens. o Durante o

SUGESTÕES o Trabalhar a questão da comunidade Irmã entre os jovens. o Durante o período de catequese, incentivar a participação efetiva nas diferentes pastorais.

SANTAS MISSÕES POPULARES AVANÇOS § Retiro e preparação SMP. § Participação em outras Paróquias(3).

SANTAS MISSÕES POPULARES AVANÇOS § Retiro e preparação SMP. § Participação em outras Paróquias(3). § Trabalho da Paróquia irmã. § Novas lideranças (3).

AVANÇOS § Aumento da participação comunitária, com aproximação de pessoas afastadas. § Comunidade Irmã

AVANÇOS § Aumento da participação comunitária, com aproximação de pessoas afastadas. § Comunidade Irmã

AVANÇOS § Surgimento da pastoral da sobriedade. § Maior conhecimento da realidade das pessoas

AVANÇOS § Surgimento da pastoral da sobriedade. § Maior conhecimento da realidade das pessoas das comunidades (2). § Resgate da Espiritualidade

SANTAS MISSÕES POPULARES CAMINHOS / DESAFIOS • Formação para missionários locais. • Continuar incentivando

SANTAS MISSÕES POPULARES CAMINHOS / DESAFIOS • Formação para missionários locais. • Continuar incentivando as SMP, tornando a Igreja mais aberta. • Participação de missionários de fora. • Dar continuidade nas visitas. • Resgates de pessoas afastadas e desmotivadas.

SANTAS MISSÕES POPULARES LACUNAS/DIFICULDADES ü Distância entre as comunidades e falta de missionários (2).

SANTAS MISSÕES POPULARES LACUNAS/DIFICULDADES ü Distância entre as comunidades e falta de missionários (2). ü Dificuldade de trabalho em equipe. ü Assumir a identidade de missionário, dispondo–se também a outra comunidade. ü Resistência de receber visitas

SANTAS MISSÕES POPULARES SUGESTÕES ØMais retiros e mais padres integrando as equipes. Ø Comunidade

SANTAS MISSÕES POPULARES SUGESTÕES ØMais retiros e mais padres integrando as equipes. Ø Comunidade ande com as próprias pernas; Ø Adequar as visitas aos meses de férias escolares (6). Ø Manter os missionários atuantes durante todo ano, com cronograma de visitação. Ø Que os missionários sejam comprometidos, participantes e capazes de auxiliar nas celebrações.

PRIORIDADE FAMÍLIA AVANÇOS v Formação da Pastoral Familiar; v Encontro da pastoral com as

PRIORIDADE FAMÍLIA AVANÇOS v Formação da Pastoral Familiar; v Encontro da pastoral com as famílias e comunidades. Clube de mães, com artesanato;

AVANÇOS v Terço dos homens e das mulheres (8); v Grupos de reflexão, mais

AVANÇOS v Terço dos homens e das mulheres (8); v Grupos de reflexão, mais empenho, união e participação; v Maior participação em geral e mais diálogo.

PRIORIDADE FAMÍLIA CAMINHOS/ DESAFIOS q Incentivar casais em situação irregular. q Valorizar o ser

PRIORIDADE FAMÍLIA CAMINHOS/ DESAFIOS q Incentivar casais em situação irregular. q Valorizar o ser humano e atendimento individualizado. q Oração em família. q Apoiar famílias em crise no casamento. q Conscientizar as famílias a assumirem junto a programação da comunidade eclesial.

PRIORIDADE FAMÍLIA LACUNAS/DIFICULDADES § Ausência das famílias nas celebrações. § Alcoolismo, jogos, festas (2).

PRIORIDADE FAMÍLIA LACUNAS/DIFICULDADES § Ausência das famílias nas celebrações. § Alcoolismo, jogos, festas (2). § Entendimento e aceitação do novo tipo de família que está surgindo (2). § Evangelizar a própria família (3). § Casais onde cada um frequenta uma igreja.

LACUNAS / DIFICULDADES § Apego a tecnologia ( celular, face book e outros. .

LACUNAS / DIFICULDADES § Apego a tecnologia ( celular, face book e outros. . . ) § Tempo para relações pais/filhos. § Famílias manterem os filhos participando após sacramentos. § Criar cultura da oração em família. § Interação com os vizinhos.

PRIORIDADE FAMÍLIA SUGESTÕES ü Celebrações festivas voltadas para a família nas comunidades. ü Realizar

PRIORIDADE FAMÍLIA SUGESTÕES ü Celebrações festivas voltadas para a família nas comunidades. ü Realizar o Dia comunitário da família. ü Motivar as famílias para celebrar datas festivas: aniversários de casamento, nas celebrações. ü Catequese para os pais, depois para os filhos.

SUGESTÕES ü Trabalhar a Infância Missionária ü Que o Padre conheça melhor a realidades

SUGESTÕES ü Trabalhar a Infância Missionária ü Que o Padre conheça melhor a realidades das famílias das Comunidades. ü Fomentar o envolvimento da família, nas ações sociais e pastorais.

DESCENTRALIZAÇÃO EM SETORES PONTOS POSITIVOS q Facilitou a comunicação. Há mais intercâmbio entre as

DESCENTRALIZAÇÃO EM SETORES PONTOS POSITIVOS q Facilitou a comunicação. Há mais intercâmbio entre as comunidades (2). Motiva para a criatividade. Exige e divide responsabilidade e o compromisso das lideranças. q Contribuiu com a participação (11); q Oferece + flexibilidade p/ as reuniões (3), devido aos interesses comuns das Com. próximas entre si (5).

PONTOS POSITIVOS q Diminui o número de participantes nas reuniões, dando oportunidade para um

PONTOS POSITIVOS q Diminui o número de participantes nas reuniões, dando oportunidade para um maior entrosamento e todos participarem efetivamente (2). q Definição de lideranças em cada setor, objetivando criar condições de troca de favores entre as comunidades. Ex: Equipe de cantos, Liturgia, campanhas. . .

PONTOS POSTIVOS q Facilitou o deslocamento = local mais próximo ( 4). q A

PONTOS POSTIVOS q Facilitou o deslocamento = local mais próximo ( 4). q A formação por setores e também a troca de experiência com as pessoas (2). q Presença e atuação das Irmãs Religiosas em nossa Paróquia. q Maior esclarecimento de acordo com a necessidade de cada setor. q Maior facilidade de programar enc. com temas únicos.

ASPECTOS A SEREM REVISTOS: QUE NÃO FUNCIONAM BEM Ø O trabalho em equipe; Ø

ASPECTOS A SEREM REVISTOS: QUE NÃO FUNCIONAM BEM Ø O trabalho em equipe; Ø + Esclarecimento sobre objetivos, função e organização do setor ( 3 ). Ø Rever Setores com dificuldades ( 2 ). Ø A integração efetiva de todas as comunidades no Setor (2).

NÃO FUNCIONOU BEM Ø Descentralizar o local das reuniões priorizando uma maior criatividade entre

NÃO FUNCIONOU BEM Ø Descentralizar o local das reuniões priorizando uma maior criatividade entre as comunidades. Ø A participação de algumas comunidades do setor por acharem q os encontros e reuniões são menos importantes por acontecendo em sua comunidade e não na paróquia.

NÃO FUNCIONOU BEM Ø Rever a pastoral de manutenção e tornar centros de irradiação

NÃO FUNCIONOU BEM Ø Rever a pastoral de manutenção e tornar centros de irradiação missionária. Ø Uma única comunidade ficar responsável pelo lanche e ou alimentação. Ø A comunicação entre as comunidades do setor.

O QUE ASSUMIR PARA TORMAR NOSSA PARÓQUIA UMA COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA?

O QUE ASSUMIR PARA TORMAR NOSSA PARÓQUIA UMA COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA? v Acolher as pessoas mais afastadas, dando– lhes atribuições, algumas atividades paroquiais. v Realizar a integração dos setores e a concretização da Pastoral de Conjunto. v Deve acontecer uma revisão e avaliação de todas as Pastorais existentes na comunidade.

O QUE ASSUMIR. . . v Dar mais autonomia aos setores, respeitar o trabalho

O QUE ASSUMIR. . . v Dar mais autonomia aos setores, respeitar o trabalho feito pelas comunidades, valorizar e integrar mais. v Criar um CPS (Conselho Pastoral Setorial). v Pároco efetivar a descentralização saindo do centro e atendendo nos Setores. v Elaboração conjunta de um plano de pastoral paroquial.

O QUE ASSUMIR. . . v Os jovens assumirem seu espaço, convidando, motivando outros

O QUE ASSUMIR. . . v Os jovens assumirem seu espaço, convidando, motivando outros à participação através de “rostos pintados, danças. . . ” v Criar mais oportunidades para que as pessoas possam fazer verdadeira experiência de oração. v Abraçar e apoiar as causas em defesa da vida e do meio ambiente.