O QUE ESTAMOS ENSINANDO NAS UNIVERSIDADES PARA OS

  • Slides: 18
Download presentation
O QUE ESTAMOS ENSINANDO NAS UNIVERSIDADES PARA OS ATUAIS E FUTUROS PROFISSIONAIS. ESMERALDA RIZZO

O QUE ESTAMOS ENSINANDO NAS UNIVERSIDADES PARA OS ATUAIS E FUTUROS PROFISSIONAIS. ESMERALDA RIZZO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE SÃO PAULO, 27 DE NOVEMBRO DE 2015 DIA NACIONAL DA EAD - ABED

Um caminho. . . “Este é um momento inspirador, mas um desafio para a

Um caminho. . . “Este é um momento inspirador, mas um desafio para a educação em que operamos em uma sociedade cada vez mais em rede e sob crescentes restrições financeiras. Modos industriais de aprendizagem já não são adequados e não atendem às necessidades de um indivíduo na sociedade de hoje. A aprendizagem tem que ser contextualizada, relevante, social e just-in-time. As novas tecnologias proporcionam uma parte importante da solução, mas os professores e alunos precisam de apoio, orientação, desafios e oportunidades para tomar decisões informadas sobre o como aproveitar essas tecnologias para as suas necessidades particulares. ” (Canole, 2015, p. 237)

A educação superior e a contemporaneidade - desafios • Necessidade de adaptação à realidade

A educação superior e a contemporaneidade - desafios • Necessidade de adaptação à realidade em que se insere – aspectos culturais, econômicos, tecnológicos, regionais e globais, entre outros. Fonte: thinkstockphotos. com

A educação superior e a contemporaneidade - desafios • Ensino e aprendizagem – processo

A educação superior e a contemporaneidade - desafios • Ensino e aprendizagem – processo educacional que apresenta o que se quer ensinar e o que se quer aprender. (Aguiar Neto, 2014). Fonte: thinkstockphotos. com

A educação superior e a contemporaneidade - desafios • Diretrizes institucionais que agregue os

A educação superior e a contemporaneidade - desafios • Diretrizes institucionais que agregue os conceitos de ensino, aprendizagem e avaliação que proporcione o desenvolvimento de competências (conhecimentos, habilidades e atitudes). (Behar, 2013). Fonte: thinkstockphotos. com

A educação superior e a contemporaneidade - desafios • Internacionalização da educação e profissional.

A educação superior e a contemporaneidade - desafios • Internacionalização da educação e profissional. Fonte: thinkstockphotos. com

A educação contemporânea Deve ir além de formar o aluno para determinados conteúdos. A

A educação contemporânea Deve ir além de formar o aluno para determinados conteúdos. A proposta é fazer com que os alunos saibam pensar, refletir, apresentar soluções para os problemas, cooperar e trabalhar com os outros. (Thomaz, 2009); Apresentar uma visão global do mundo envolvendo todas as áreas do conhecimento; Fonte: thinkstockphotos. com

A educação contemporânea Mudar a comunicação - a escola deve sintonizar a interatividade; Ampliar

A educação contemporânea Mudar a comunicação - a escola deve sintonizar a interatividade; Ampliar o acesso a educação de qualidade; O grande protagonista no processo é o aluno - ele não é mais um agente passivo. Fonte: thinkstockphotos. com

Algumas possibilidades para resolver os desafios Atualização do Projeto Pedagógico Institucional- PPI – com

Algumas possibilidades para resolver os desafios Atualização do Projeto Pedagógico Institucional- PPI – com visão estratégica, propondo quebra de paradigmas – PPPC deve refletir o PPI. Prover no ambiente acadêmico meios para que o futuro profissional tenha capacidade de resolver problemas interdisciplinares. Incentivar a pesquisa e a extensão – projetos interdisciplinares - novas experiências – intervenção no meio – resultados. Articular o ensino, a pesquisa e a extensão nas atividades acadêmicas – gerando conhecimento.

A educação, o mundo e o futuro profissional – Integrar Conhecer e entender a

A educação, o mundo e o futuro profissional – Integrar Conhecer e entender a nova sociedade-local e globalmente; Formar um ser humano íntegro – valores, cidadania e que execute boas práticas profissionais; Possibilitar e incentivar a mobilidade do aluno nas diversas áreas do conhecimento – flexibilizar; Compreender a realidade, reconhecer e incorporar as mudanças rapidamente – sem burocracia; Fazer diferente - Inovar, criar – com sustentabilidade.

O docente A instituição deve proporcionar e incentivar a formação continuada do docente. “Ensinar

O docente A instituição deve proporcionar e incentivar a formação continuada do docente. “Ensinar inexiste sem aprender e vice-versa e foi aprendendo socialmente que, ao longo dos tempos, mulheres e homens perceberam que era possível – depois, preciso – trabalhar maneiras, caminhos e métodos de ensinar”. (FREIRE, 1996, p. 23, 24). Atuar como Mediador. Conhecer e utilizar novas e várias abordagens com base tecnológica, com a proposta de entregar conteúdos que subsidiem o aluno no desenvolvimento do seu conhecimento e da pratica profissional. (Horizon Project, 2015, p. 7).

O docente - Perfil Deve ser parceiro do aluno com o intuito de construir

O docente - Perfil Deve ser parceiro do aluno com o intuito de construir o conhecimento; Atua com outros parceiros participantes da equipe – designers, tutores entre outros; Aprender e reaprender continuamente – tecnologicamente e em termos dos conteúdos das aulas – atualizando constantemente e utilizando mídias e programas educacionais disponíveis na rede; Planejar as aulas e conteúdos que viabilizem o ensino e aprendizagem; Contando com os diversos objetos, os recursos tecnológicos, incentivar a interdisciplinaridade e o desenvolvimento das ações e reflexões dos alunos.

E. . . o que temos hoje. . nas escolas. . . . MUDANÇAS

E. . . o que temos hoje. . nas escolas. . . . MUDANÇAS OCORRENDO!!! Universidades fomentando a pesquisa docente e discente, nas diversas áreas do conhecimento- U. P. Mackenzie entre outras; Projetos de empreendedorismo, incubadoras - U. Federal da Bahia e U. P. Mackenzie. Reforma dos Projetos Políticos Pedagógicos de Cursos – PPPC – atualizando-os com base na realidade da Contemporaneidade e dos novos perfis dos atores professor/aluno e o uso dos recursos tecnológicos - TICs – U. P. Mackenzie.

E. . . o que temos hoje. . nas escolas. . . . MUDANÇAS

E. . . o que temos hoje. . nas escolas. . . . MUDANÇAS OCORRENDO!!! Modelos de aprendizagem híbrida que possibilitam mais flexibilidade aos estudantes (Horizon Project, 2015). Uso das TICs em larga escala (Tecnologia de Informação e de Comunicação) – presencial e a distância. Tecnologias baseadas em games.

E. . . O que temos hoje. . . Nas escolas. . . mudanças

E. . . O que temos hoje. . . Nas escolas. . . mudanças ocorrendo!!! Universidades incentivando novos modelos de Educação – sala de aula invertida, metodologias ativas, etc. Graduações avançadas com base em Projetos – combinando a interdisciplinaridade – PUC/SP (Horizon Project, 2015). “Uma mudança está ocorrendo na prática pedagógica nas universidades em todo o mundo a partir do momento que estudantes, por meio de uma ampla variedade de disciplinas, estão aprendendo a fazer e criar em vez de simplesmente consumir o conteúdo. ” (Horizon Project, 2015, p. 6).

Precisamos mudar. . . “Nossa Universidade atual forma, pelo mundo afora, uma proporção demasiado

Precisamos mudar. . . “Nossa Universidade atual forma, pelo mundo afora, uma proporção demasiado grande de especialistas em disciplinas predeterminadas, portanto artificialmente delimitadas, enquanto uma grande parte das atividades sociais, como o próprio desenvolvimento da ciência, exige homens capazes de um ângulo de visão muito mais amplo e, ao mesmo tempo, de um enfoque dos problemas em profundidade, além de novos progressos que transgridam as fronteiras históricas disciplinas. ” LICHNEROWICZ

Referências bibliográficas AGUIAR NETO, B. G. e outros. Os desafios da universidade contemporânea. São

Referências bibliográficas AGUIAR NETO, B. G. e outros. Os desafios da universidade contemporânea. São Paulo: Ed. Mackenzie, 2014. AGUIAR NETO, B. G. , RIZZO, E. , VIEIRA, M. da S. A relação entre a formação continuada de professores no ensino superior e o projeto político pedagógico de curso. Disponível: http: //www. academia. edu/15211190/A_rela%C 3%A 7%C 3%A 3 o_entre_a_forma%C 3%A 7%C 3%A 3 o_continuada_de_professores_no_en sino_superior_e_o_projeto_pol%C 3%ADtico_pedag%C 3%B 3 gico_de_curso. Acesso em 12/11/2015. BEHAR, P. A. e outros. Competências em Educação a Distância. Porto Alegre: Ed. Penso, 2013. CONOLE, G. O uso da tecnologia em Educação a Distância. In: Educação a Distância on line- construindo uma agenda de pesquisa. São Paulo: Artesanato Educacional, 2015. FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia – saberes necessários à prática educativa. R. de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1996. Horizon Project. Panorama Tecnológico NMC 2015 Universidades Brasileiras – Uma Análise Regional do Horizon Project. São Paulo: Saraiva, 2015. Disponível: http: //ppgtic. ufsc. br/files/2015/11/2015 -nmc-technology-outlook-brazilian-universities-PT. pdf –Acesso em 12/11/2015. LICHNEROWICZ. In: Cabeça bem Feita, MORAN, Edgar. Disponível: http: //www. uesb. br/labtece/artigos/A%20 Cabe%C 3%A 7 a%20 Bem-feita. pdf p. 13 Acesso : 12/11/2015. THOMAZ, J. R. A função da Escola em organizar-se pensando na formação do aluno, 11/2009. Disponível: http: //www. webartigos. com/artigos. Acesso em 12/11/2015.

Obrigada! Esmeralda Rizzo Coordenadora do CEDa. D Centro de Educação a Distância da U.

Obrigada! Esmeralda Rizzo Coordenadora do CEDa. D Centro de Educação a Distância da U. P. Mackenzie esmeralda. [email protected] br [email protected] br Telefone: (011) 2766 -7109