Medicina Comunitria Feiras de Sade Picinini Teixeira J

  • Slides: 1
Download presentation
Medicina Comunitária: Feiras de Saúde Picinini - Teixeira J. B. (docente); Cividini P. R.

Medicina Comunitária: Feiras de Saúde Picinini - Teixeira J. B. (docente); Cividini P. R. (discente); Aquino L. O. (discente); Freitas P. R. L. (discente); Garcia F. M. (discente); Silva A. G. (discente) Site: www. ufjf. br/proplamed e-mail: [email protected] com. br INTRODUÇÃO: RESULTADOS: As Feiras de Saúde são realizadas pelo Programa de Plantas Medicinais do Departamento de Farmacologia do ICB/ UFJF em parceria com o Lyons (Entidade financiadora). São de extrema importância na promoção de ações úteis para a população, sobretudo no que tange a qualidade de vida, a prevenção de doenças e o entendimento da expressão "saúde", que deve ser abordada sob uma visão de integralidade, como defendido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O presente trabalho objetiva promover ações na área de saúde visando a prevenção de doenças e a melhoria da qualidade de vida das comunidades assistidas, através da investigação epidemiológica e atuação em feiras de saúde. A idade média dos participantes é 49 anos, a maioria (72%) do sexo feminino. 27% dos indivíduos que estavam em jejum apresentaram índice glicêmico compatível com hiperglicemia; 48% apresentaram sobrepeso e a pressão arterial estava acima de 140 X 90 mm. Hg em 37%. As palestras ministradas tiveram grande adesão, sendo "Plantas medicinais" e "Hipertensão" os temas mais assistidos. METODOLOGIA: As feiras foram realizadas em diversos bairros da cidade de Juiz de Fora, MG, que foram previamente selecionados e as respectivas comunidades foram informadas sobre o evento, que atua na prevenção de glaucoma, doenças cardiovasculares, diabetes e obesidade, além de oferecer lazer para as crianças e lanche para os participantes. Ocorreram 15 feiras entre agosto de 2008 e janeiro de 2009, em que foram ministradas 30 palestras informativas sobre diversos temas na área de saúde, com enfoque em uso adequado de fitoterápicos, terapias não-convencionais, prevenção de doenças, hábitos de vida saudáveis, uso e abuso de drogas e sexualidade. Os estagiários deste projeto, devidamente treinados, pesquisaram o índice glicêmico, calcularam o IMC e aferiram a pressão arterial sistêmica. Em cada feira, que ocorreu quinzenalmente, o públicoalvo foi de 150 pessoas. CONCLUSÃO: Grande parte da população apresenta problemas relacionados à Hipertensão Arterial Sistêmica, Obesidade e Diabetes e há um grande interesse por parte da mesma no que tange sua saúde. São necessárias políticas efetivas de prevenção de tais doenças e acreditamos ter contribuído para isso através das palestras e esclarecimentos das duvidas. Programa de Plantas Medicinais e Terapias não Convencionais- UFJF www. ufjf. br/poplamed