Introduo Leitura Sommerville Pressman UML 2 Uma Abordagem

  • Slides: 35
Download presentation
Introdução Leitura: Sommerville – Pressman – UML 2 - Uma Abordagem Prática Profa. Maria

Introdução Leitura: Sommerville – Pressman – UML 2 - Uma Abordagem Prática Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 1

Modelos de Sistemas Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software -

Modelos de Sistemas Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 2

Objetivos • Explicar por que é importante modelar o contexto de um sistema •

Objetivos • Explicar por que é importante modelar o contexto de um sistema • Compreender os conceitos de modelagem de comportamento, modelagem de dados e modelagem de objetos. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 3

Modelagem de sistema • Descrições abstratas de sistemas cujos requisitos estão sendo analisados. •

Modelagem de sistema • Descrições abstratas de sistemas cujos requisitos estão sendo analisados. • Modelagem de sistema ajuda o analista a entender a funcionalidade do sistema • São ferramentas utilizadas para representar as especificações a serem feitas durante todo o processo de desenvolvimento. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 4

Modelagem de sistema • Representação de uma realidade complexa. • Podem ser desprezadas na

Modelagem de sistema • Representação de uma realidade complexa. • Podem ser desprezadas na construção de sistemas pequenos e/ou pouco complexos. • Auxiliam na organização das informações e na especificação dos requisitos, mas não na determinação dos requisitos. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 5

Modelagem de sistema • Perspectivas utilizadas para representar o sistema: – Perspectiva externa (contexto)

Modelagem de sistema • Perspectivas utilizadas para representar o sistema: – Perspectiva externa (contexto) – o contexto ou o ambiente do sistema é modelado. – Perspectiva comportamental - modela o comportamento do sistema. – Perspectiva estrutural – modela a estrutura do sistema ou a estrutura dos dados. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 6

Exemplos de Modelos • Modelos de fluxos de dados – mostram como os dados

Exemplos de Modelos • Modelos de fluxos de dados – mostram como os dados são transformados. • Modelos de composição – mostram como as entidades no sistema são compostas de outras entidades. • Modelos de arquitetura - mostram os principais subsistemas que constituem um sistema. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 7

Exemplos de Modelos • Modelos de classificação - mostram as características comuns a várias

Exemplos de Modelos • Modelos de classificação - mostram as características comuns a várias entidades. (diagrama de classe) • Modelos de estímulo-resposta – mostram como o sistema reage a eventos externos e internos. (diagrama de transição de estados) Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 8

Modelo do mundo real • Descreve a percepção que o desenvolvedor tem do sistema

Modelo do mundo real • Descreve a percepção que o desenvolvedor tem do sistema a ser construído. • Focaliza três características: – O que o sistema faz; – Que dados o sistema mantém; e – Como o sistema se comporta. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 9

Modelo do mundo real PERCEPÇÃO DE DADOS PERCEPÇÃO FUNCIONAL Exemplares Verificar acervo Títulos Verificar

Modelo do mundo real PERCEPÇÃO DE DADOS PERCEPÇÃO FUNCIONAL Exemplares Verificar acervo Títulos Verificar disponibilidade Autores PERCEPÇÃO COMPORTAMENTAL Localizar exemplares Aguardando consulta Preparando resposta SISTEMA Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 10

Delimitando o sistema • O sistema todo é uma função, uma vez que é

Delimitando o sistema • O sistema todo é uma função, uma vez que é uma transformação de entradas em saídas. • Ilustram os limites do sistema. • Fatores sociais e organizacionais podem afetar a determinação dos limites do sistema. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 11

Delimitando o sistema AMBIENTE FATURAMENTO SISTEMA DE C/R SISTEMA DE C/P CONTROLE DE CAIXA

Delimitando o sistema AMBIENTE FATURAMENTO SISTEMA DE C/R SISTEMA DE C/P CONTROLE DE CAIXA CONTROLE DE PEDIDOS Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 13

Visão macro do sistema Declaração dos Objetivos Definir o Ambiente Requisitos Funcionais Atores Profa.

Visão macro do sistema Declaração dos Objetivos Definir o Ambiente Requisitos Funcionais Atores Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 14

Objetivos do Sistemas (perguntas chaves) • Qual a finalidade do sistema? • A que

Objetivos do Sistemas (perguntas chaves) • Qual a finalidade do sistema? • A que ele se propõe? • Que problemas ele deverá desenvolver? • Que requisitos devem ser atendidos? • Algum sistema será por ele substituído? Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 15

Exemplo: Objetivo do Sistema “O sistema XYZ se propõe a manipular as informações sobre

Exemplo: Objetivo do Sistema “O sistema XYZ se propõe a manipular as informações sobre alunos matriculados, cursos oferecidos e períodos letivos, de modo a permitir a avaliação de cada aluno matriculado. ” Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 16

FUNÇÃO PRINCIPAL Sistema Acadêmico Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software

FUNÇÃO PRINCIPAL Sistema Acadêmico Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 18

ATORES Atores – papel desempenhado por uma Entidade Externa pode ser uma pessoa, um

ATORES Atores – papel desempenhado por uma Entidade Externa pode ser uma pessoa, um grupo de pessoas, uma empresa ou um setor de uma companhia que esteja fora do controle do sistema que está sendo modelado. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 19

Convenções para Atores DIREÇÃO PROFESSOR SECRETÁRIA ALUNOS RECURSOS HUMANOS Profa. Maria Auxiliadora SISTEMA DE

Convenções para Atores DIREÇÃO PROFESSOR SECRETÁRIA ALUNOS RECURSOS HUMANOS Profa. Maria Auxiliadora SISTEMA DE CONTABILIDADE Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 20

Visão macro do sistema Sistema Acadêmico SECRETARIA ALUNO Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER

Visão macro do sistema Sistema Acadêmico SECRETARIA ALUNO Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática DIREÇÃO 21

Exemplo Sistema Profa. Maria Auxiliadora - ATM - Automatic Teller Machine ( Caixa 24

Exemplo Sistema Profa. Maria Auxiliadora - ATM - Automatic Teller Machine ( Caixa 24 horas) Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 22

Estudo de Caso – 1 Declaração dos Objetivos O propósito da empresa XYZ é

Estudo de Caso – 1 Declaração dos Objetivos O propósito da empresa XYZ é o Departamento Pessoal receber uma listagem mensal de todos os detalhes de seus funcionários. A listagem deverá conter as admissões e demissões ocorridas até o último dia do mês anterior. As admissões e demissões de funcionários são lançadas pelos digitadores do próprio NTI, mediante uma ficha cadastral encaminhada pelo Departamento Pessoal a cada ocorrência desses fatos. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 23

Estudo de Caso – 1 Declaração dos Objetivos O propósito da empresa XYZ é

Estudo de Caso – 1 Declaração dos Objetivos O propósito da empresa XYZ é o Departamento Pessoal receber uma listagem mensal de todos os detalhes de seus funcionários. A listagem deverá conter as admissões e demissões ocorridas até o último dia do mês anterior. As admissões e demissões de funcionários são lançadas pelos digitadores do próprio NTI, mediante uma ficha cadastral encaminhada pelo Departamento Pessoal a cada ocorrência desses fatos. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 24

Estudo de Caso - 1 Ator: • DIGITADORES Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER

Estudo de Caso - 1 Ator: • DIGITADORES Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 25

Estudo de Caso - 1 Requisitos: • Receber relatório mensal com as admissões e

Estudo de Caso - 1 Requisitos: • Receber relatório mensal com as admissões e demissões. • Os funcionários são admitidos e demitidos a qualquer mês. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 26

Visão macro do sistema Sistema de Controle Pessoal DIGITADOR Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN,

Visão macro do sistema Sistema de Controle Pessoal DIGITADOR Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 27

Estudo de Caso – 2 Declaração dos Objetivos O propósito da empresa XYZ é

Estudo de Caso – 2 Declaração dos Objetivos O propósito da empresa XYZ é manipular todos os detalhes dos pedidos de livros, bem como remessas, faturamento e cobranças a clientes com faturas em atrasos. Informações sobre pedidos de livros devem estar disponíveis para outros sistemas, tal como marketing, vendas e contabilidade. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 28

Estudo de Caso – 2 Requisitos • Cliente entrega pedido. • Cliente cancela pedido.

Estudo de Caso – 2 Requisitos • Cliente entrega pedido. • Cliente cancela pedido. • Direção solicita relatório de vendas. • Pedido de reimpressão de livro enviado para gráfica. • O gráfica envia os livros com a fatura. • O cliente recebe a fatura. • A contabilidade recebe a cópia da fatura emitida para o cliente. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 29

Visão macro do sistema GRÁFICA CLIENTES Sistema de Pedidos de Livros CONTABILIDADE DIREÇÃO Profa.

Visão macro do sistema GRÁFICA CLIENTES Sistema de Pedidos de Livros CONTABILIDADE DIREÇÃO Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 30

Estudo de Caso – 3 Declaração dos Objetivos A Locadora mantém uma relação de

Estudo de Caso – 3 Declaração dos Objetivos A Locadora mantém uma relação de Distribuidoras sempre atualizada, com CGC, nome, endereço e telefone. A locadora faz o pedido do DVD às Distribuidoras sempre que se faz necessário. A entrega dos DVDs pelas Distribuidoras são acompanhadas pela respectiva fatura. O pagamento dos pedidos às Distribuidoras depende da data de faturamento das mesmas. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 31

Estudo de Caso – 3 Declaração dos Objetivos A locadora tem várias DVDs de

Estudo de Caso – 3 Declaração dos Objetivos A locadora tem várias DVDs de um mesmo filme, por exemplo, para identificar o filme criou-se uma numeração especial, por onde é possível saber o nome do filme e o preço do aluguel. Outro meio de encontrar o filme é através dos atores, atrizes e diretores. Podemos também encontrar o filme pelo estilo: policial, erótico, comedia, etc. . Existe uma tabela de estilos com sigla e a descrição. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 32

Estudo de Caso – 3 Declaração dos Objetivos A Locadora pretende a partir de

Estudo de Caso – 3 Declaração dos Objetivos A Locadora pretende a partir de agora manter também uma relação atualizada dos estilos que cada Cliente prefere. Isto ajuda a enviar dicas para os Clientes através de email. O Cliente deverá estar cadastrado para poder alugar os filmes. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 33

Estudo de Caso – 3 Declaração dos Objetivos Para a entrega do DVD é

Estudo de Caso – 3 Declaração dos Objetivos Para a entrega do DVD é preciso que o Cliente não esteja devendo na locadora e que não esteja com DVDs a devolver com prazo vencido. O pagamento pode ser feito no ato do aluguel ou na entrega do DVD, mediante uma nota-fiscal. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 34

Estudo de Caso – 3 Elabore a análise um sistema de controle de uma

Estudo de Caso – 3 Elabore a análise um sistema de controle de uma locadora que terá como objetivo: • Controle de locação de filmes a clientes; • Controle de pagamento das locações dos clientes; • Controle de estoque de DVD. Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 35

Estudo de Caso – 3 Requisistos 1 - Cliente faz pedido de filme; 2

Estudo de Caso – 3 Requisistos 1 - Cliente faz pedido de filme; 2 - Cliente é cadastrado; 3 - Cliente faz pagamento; 4 - Locadora recebe a fatura da Distribuidora; 5 - Locadora envia nota-fiscal para o Cliente; 6 - Locadora envia dicas de filmes para os Clientes; 7 - Locadora faz pagamento para a Distribuidora; 8 - Locadora faz pedido de filmes para Distribuidora; 9 - Locadora mantém uma relação de Distribuidoras; 10 - O filme é consultado através dos atores, atrizes e diretores. 11 - O filme é consultado pelo estilo do filme Profa. Maria Auxiliadora Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática 36

Visão macro do sistema CLIENTE FORN Profa. Maria Auxiliadora SISTEMA PARA CONTROLE DE LOCADORA

Visão macro do sistema CLIENTE FORN Profa. Maria Auxiliadora SISTEMA PARA CONTROLE DE LOCADORA Fonte: PRESSMAN, ROGER - Engenharia de Software - 6° Edição SOMMERVILLE - Engenharia de Software - 8° Edição UML 2 - Uma Abordagem Prática CLIENTE FORN 37