EMANCIPAO DA ALMA Jos Carlos Pereira Jotz Clique

  • Slides: 37
Download presentation
EMANCIPAÇÃO DA ALMA José Carlos Pereira Jotz Clique para mudar os slides

EMANCIPAÇÃO DA ALMA José Carlos Pereira Jotz Clique para mudar os slides

Emancipação da alma Capítulo VIII do Livro dos Espíritos de Alan Kardec n Emancipação

Emancipação da alma Capítulo VIII do Livro dos Espíritos de Alan Kardec n Emancipação - ato ou efeito de emancipar (do Lat. Emancipare - tornar senhor de si; dar liberdade a; tornar -se livre. ); alforria; libertação; independência.

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas entre pessoas vivas Transmissão oculta do pensamento Letargia, catalepsia, mortes aparentes Sonambulismo Êxtase Dupla vista

O sono e os sonhos CONCEITO DE SONO n É um estado de emancipação

O sono e os sonhos CONCEITO DE SONO n É um estado de emancipação parcial da alma, ocasião em se aguçam as nossas percepções. Evasão da alma da prisão do corpo. Desprendimento do Espírito no espaço, onde se encontra com outros Espíritos, antigos conhecidos.

O sono e os sonhos n Durante o sono, a alma repousa como o

O sono e os sonhos n Durante o sono, a alma repousa como o corpo? “Não, o Espírito jamais está inativo. Durante o sono, afrouxam-se os laços que o prendem ao corpo e, não precisando este então da sua presença, ele se lança pelo espaço e entra em relação mais direta com os outros Espíritos. ”

O sono e os sonhos n MISSIONÁRIOS DA LUZ – Capítulo 8 André Luiz

O sono e os sonhos n MISSIONÁRIOS DA LUZ – Capítulo 8 André Luiz esclarece que o desprendimento, durante o sono, não somente nos conduz aos locais de nossos interesses, no convívio de Espíritos afins, mas também a tarefas de estudo e esclarecimento. Fala-nos do Centro de Estudos para encarnados, com um número superior a trezentos associados; no entanto, apenas trinta e dois conseguem romper as teias inferiores das mais baixas sensações fisiológicas, para assimilarem as lições dos benfeitores espirituais.

O sono e os sonhos CONCEITO DE SONHO n É a lembrança do que

O sono e os sonhos CONCEITO DE SONHO n É a lembrança do que o Espírito viu durante o sono. Resultado da liberdade do Espírito durante o período em que está dormindo. Efeito da emancipação da alma, que mais independente se torna pela suspensão da vida ativa e de relação.

O sono e os sonhos O sonho se constitui das experiências que o Espírito

O sono e os sonhos O sonho se constitui das experiências que o Espírito vive no sono. Variam conforme evolução espiritual. Dividem-se em: a) sonhos comuns - refletem nossas vivências diárias - Ex. : sonhar com certas imagens após ver filme de terror. b) sonhos reflexivos - registra as impressões armazenadas no subconsciente. c) sonhos espíritas ou viagem astral - a alma encontra-se com outros espíritos, encarnados ou desencarnados. n

O sono e os sonhos n OS MENSAGEIROS – Capítulo 38 André Luiz anota

O sono e os sonhos n OS MENSAGEIROS – Capítulo 38 André Luiz anota as observações do orientador espiritual a respeito das instruções que os Espíritos transmitem aos encarnados, quando estão desprendidos parcialmente do corpo (sonho). E, o que mais lhe causava estranheza, era o estado em que eles, aí, se apresentavam: a grande maioria sem entenderem o que se passava, poucos lúcidos “. . . revelando boa vontade na recepção dos conselhos, mas grande incapacidade de retenção”.

O sono e os sonhos n A alma quando liberta tem acesso a lembrança

O sono e os sonhos n A alma quando liberta tem acesso a lembrança de acontecimentos da existência atual ou das existências anteriores. n Imagens atuais ou passadas misturadas com fatos do mundo atual, formam esses conjuntos estranhos e confusos. n Incoerência dos sonhos - recordação incompleta que conservamos do que apareceu durante o sonho.

O sono e os sonhos n Por que não nos lembramos sempre dos sonhos?

O sono e os sonhos n Por que não nos lembramos sempre dos sonhos? “Durante o sono, só há o repouso do corpo, visto que o Espírito está constantemente em atividade. Recobrando um pouco da sua liberdade se corresponde com os que lhe são caros. Como é pesada e grosseira a matéria que compõe o corpo, dificilmente ele conserva as impressões que o Espírito recebeu, porque a este não chegaram através dos órgãos corporais. ”

O sono e os sonhos n Sonhos como os de Joana, de Jacob, dos

O sono e os sonhos n Sonhos como os de Joana, de Jacob, dos profetas judeus e aos de alguns adivinhos indianos são recordações guardadas por almas que se desprendem quase inteiramente do corpo.

O sono e os sonhos n O sono é a porta que Deus lhes

O sono e os sonhos n O sono é a porta que Deus lhes abriu, para que possam ir ter com seus amigos do céu; é o recreio depois do trabalho, enquanto esperam a grande libertação, a libertação final, que os restituirá ao meio que lhes é próprio.

O sono e os sonhos n É necessário o sono completo para a emancipação

O sono e os sonhos n É necessário o sono completo para a emancipação do Espírito? “Não; basta que os sentidos entrem em torpor para que o Espírito recobre a sua liberdade. Para se emancipar, ele se aproveita de todos os instantes de trégua que o corpo lhe concede. Desde que haja prostração das forças vitais, o Espírito se desprende, tornando-se tanto mais livre, quanto mais fraco for o corpo. ”

O sono e os sonhos n Dá-se também que, durante o sono, ou quando

O sono e os sonhos n Dá-se também que, durante o sono, ou quando nos achamos apenas ligeiramente adormecidos, acodemnos idéias que nos parecem excelentes e que se nos apagam da memória, apesar dos esforços que façamos para retê-las. Donde vêm essas idéias? Provêm da liberdade do Espírito que se emancipa e que, emancipado, goza de suas faculdades com maior amplitude. Frequentemente são conselhos que outros Espíritos dão.

O sono e os sonhos n Certos sonhos parecem um pressentimento que não se

O sono e os sonhos n Certos sonhos parecem um pressentimento que não se confirma. A que se deve atribuir isto? Pode ser que se confirmem apenas para o Espírito. Ele viu o que desejava. Durante o sono a alma está sob certa influência da matéria, nunca se libertando completamente das idéias terrenas, resultando que as preocupações quando desperto podem dar ao que se vê a aparência do que se deseja ou teme. A isto chama-se efeito da imaginação. Sempre que uma idéia nos preocupa fortemente, tudo o que vemos se nos mostra ligado a essa idéia.

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas entre pessoas vivas Transmissão oculta do pensamento Letargia, catalepsia, mortes aparentes Sonambulismo Êxtase Dupla vista

Visitas espíritas entre pessoas vivas n Podem duas pessoas que se conhecem visitar-se durante

Visitas espíritas entre pessoas vivas n Podem duas pessoas que se conhecem visitar-se durante o sono? Muitos que julgam não se conhecerem costumam reunir-se e falar-se. Podes ter, sem suspeitar, amigos em outro país. n Que utilidade podem elas ter, se as esquecemos? Ao despertar, guardas a intuição do fato, do qual se originam certas idéias que vêm espontaneamente, sem que possas explicar como surgiram.

Visitas espíritas entre pessoas vivas n Pode o homem, pela sua vontade, provocar as

Visitas espíritas entre pessoas vivas n Pode o homem, pela sua vontade, provocar as visitas espíritas? Adormecendo, seu Espírito desperta e, muitas vezes, não está nada disposto a fazer o que o homem resolvera (quando elevados espiritualmente). Os outros entregam-se às suas paixões. Pode ocorrer que vá visitar os que deseja encontrar, mas o fato de querer quando desperto não quer dizer que vai ocorrer.

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas entre pessoas vivas Transmissão oculta do pensamento Letargia, catalepsia, mortes aparentes Sonambulismo Êxtase Dupla vista

Transmissão oculta do pensamento n Que é o que dá causa a que uma

Transmissão oculta do pensamento n Que é o que dá causa a que uma idéia, a de uma descoberta, surja em muitos pontos ao mesmo tempo? Durante o sono os Espíritos se comunicam entre si. Quando se dá o despertar, o Espírito se lembra do que aprendeu e o homem julga ser isso um invento de sua autoria. Assim é que muitos podem simultaneamente descobrir a mesma coisa. Desse modo, nosso próprio Espírito revela muitas vezes, a outros Espíritos, objetos de nossos pensamentos.

O sono e os sonhos n Podem os Espíritos comunicar-se, completamente despertos os corpos?

O sono e os sonhos n Podem os Espíritos comunicar-se, completamente despertos os corpos? n estando O Espírito não se acha encerrado no corpo como numa caixa; irradia por todos os lados. Segue-se que pode comunicar-se com outros Espíritos, mesmo em estado de vigília, se bem que mais dificilmente.

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas entre pessoas vivas Transmissão oculta do pensamento Letargia, catalepsia, mortes aparentes Sonambulismo Êxtase Dupla vista

Letargia, catalepsia, mortes aparentes CONCEITO n Letargia - estado mórbido em que as funções

Letargia, catalepsia, mortes aparentes CONCEITO n Letargia - estado mórbido em que as funções da vida estão atenuadas de tal forma que parece estarem suspensas; sono profundo. n Catalepsia - doença de origem nervosa que é caracterizada principalmente pela imobilidade do corpo e rigidez dos membros.

Letargia, catalepsia, mortes aparentes n Os letárgicos e catalépticos, vêem e ouvem o que

Letargia, catalepsia, mortes aparentes n Os letárgicos e catalépticos, vêem e ouvem o que em ao redor se diz e faz, sem que possam exprimir que estão vendo e ouvindo. É pelos olhos e pelos ouvidos que têm essas percepções? “Não; pelo Espírito. O Espírito tem consciência de si, mas não pode comunicar-se. ”

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas entre pessoas vivas Transmissão oculta do pensamento Letargia, catalepsia, mortes aparentes Sonambulismo Êxtase Dupla vista

Sonambulismo n O sonambulismo natural tem alguma relação com os sonhos? Como explicá-lo? É

Sonambulismo n O sonambulismo natural tem alguma relação com os sonhos? Como explicá-lo? É um estado de independência do Espírito, mais completo do que no sonho. No sonambulismo, os órgãos materiais, achando-se de certa forma em estado de catalepsia, deixam de receber as impressões exteriores. Quando ocorre o sonambulismo, é que o Espírito se aplica a uma ação qualquer, para cuja prática necessita de utilizar-se do corpo. Serve-se então deste, como se serve de uma mesa ou como se utiliza da mão do médium nas comunicações escritas.

Sonambulismo n Recebem imperfeitamente as impressões produzidas por objetos ou causas externas e as

Sonambulismo n Recebem imperfeitamente as impressões produzidas por objetos ou causas externas e as comunicam ao Espírito, que, então, também em repouso, só experimenta, do que lhe é transmitido, sensações confusas e desordenadas, mescladas que se apresentam de vagas recordações, quer da existência atual, quer de anteriores.

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas entre pessoas vivas Transmissão oculta do pensamento Letargia, catalepsia, mortes aparentes Sonambulismo Êxtase Dupla vista

Êxtase n Que diferença há entre êxtase e o sonambulismo? O êxtase é um

Êxtase n Que diferença há entre êxtase e o sonambulismo? O êxtase é um sonambulismo mais apurado. A alma do extático ainda é mais independente. n O Espírito do extático penetra realmente nos mundos superiores? Vê esses mundos e compreende a felicidade dos que os habitam, donde lhe nasce o desejo de lá permanecer. Há, porém, mundos inacessíveis aos Espíritos que ainda não estão bastante purificados.

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas

Emancipação da alma n n n n O sono e os sonhos Visitas espíritas entre pessoas vivas Transmissão oculta do pensamento Letargia, catalepsia, mortes aparentes Sonambulismo Êxtase Dupla vista

Dupla Vista n A dupla vista tem alguma relação com o sonho e o

Dupla Vista n A dupla vista tem alguma relação com o sonho e o sonambulismo? Tudo isso é uma só coisa. O que se chama dupla vista é ainda resultado da libertação do Espírito, sem que o corpo seja adormecido. A dupla vista ou segunda vista é a vista da alma.

Dupla Vista n A segunda vista aparece espontaneamente ou por efeito da vontade de

Dupla Vista n A segunda vista aparece espontaneamente ou por efeito da vontade de quem a possui? Normalmente é espontânea, mas a vontade também têm importante papel no seu aparecimento. Pode desenvolver -se pelo exercício.

Dupla Vista n É exato que certas circunstâncias desenvolvem a segunda vista? A doença,

Dupla Vista n É exato que certas circunstâncias desenvolvem a segunda vista? A doença, a proximidade do perigo, uma grande comoção pode desenvolvêla. Nas épocas de crises e de calamidades, as grandes emoções, todas as causas de super-excitação do moral provocam não raro o desenvolvimento da dupla vista.

Dupla Vista n As pessoas dotadas de dupla vista sempre têm consciência de que

Dupla Vista n As pessoas dotadas de dupla vista sempre têm consciência de que a possuem? natural e muitos crêem que, se cada um observasse o que se passa consigo, todos verificariam que são como eles.

Você pode ter acesso a outras palestras em power point diretamente no site: www.

Você pode ter acesso a outras palestras em power point diretamente no site: www. josecarlosjotz. net Música: Interlude III – Mannheim Steamroller. José Carlos Pereira Jotz

LUZ e PAZ

LUZ e PAZ