Correo de exerccios Prof Dra Marcia Regina da

  • Slides: 28
Download presentation
Correção de exercícios Prof. Dra. Marcia Regina da Silva

Correção de exercícios Prof. Dra. Marcia Regina da Silva

Exercício 1 Entrada principal – entidade coletiva Brasil. Constituição, 1988 Constituição da República Federativa

Exercício 1 Entrada principal – entidade coletiva Brasil. Constituição, 1988 Constituição da República Federativa do Brasil de 5 de outubro de 1988 organizador Alexandre de Moraes 31. ed. São Paulo: Atlas, 2010 xiv, 470 p , 21 cm Manuais de legislação Atlas Notas: Emendas Constitucionais nº 1 a 62. Leis nos 9. 868, de 10 -11 -1999, e 9. 882, de 3 -12 -1999. Emendas Constitucionais de revisão nos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 Inclui índice remissivo Assuntos: CONSTITUIÇÃO DE 1988 - BRASIL ;

110 - ENTRADA PRINCIPAL – ENTIDADE Nome da entidade (associações, instituições, firmas comerciais, empresas

110 - ENTRADA PRINCIPAL – ENTIDADE Nome da entidade (associações, instituições, firmas comerciais, empresas sem fins lucrativos, governos, órgãos estatais, entidades religiosas, igrejas locais etc. ) quando esta for entrada principal, seguida das unidades subordinadas. Indicadores: Primeiro – Tipo do nome da entidade Código que identifica se a entidade coletiva entra pelo nome invertido, pelo nome da jurisdição ou local ou pelo nome na ordem direta. 0 Nome invertido Nome pessoal invertido, tipo (sobrenome, nome). 1 Nome da jurisdição Nome geográfico ou de lugar que identifica uma entidade eclesiástica ou que é uma entidade, cidade, ou título de publicação subordinada a um lugar. 2 Nome na ordem direta Nome da entidade em ordem direta. Segundo – Indefinido, isto é, não utilizado. # Indefinido

110 - ENTRADA PRINCIPAL – ENTIDADE Nome da entidade (associações, instituições, firmas comerciais, empresas

110 - ENTRADA PRINCIPAL – ENTIDADE Nome da entidade (associações, instituições, firmas comerciais, empresas sem fins lucrativos, governos, órgãos estatais, entidades religiosas, igrejas locais etc. ) quando esta for entrada principal, seguida das unidades subordinadas. • Subcampos: $a - Nome da entidade ou lugar Nome da entidade, nome da jurisdição ou lugar ao qual uma entidade, uma cidade, ou um título está subordinado, ou o nome de um lugar que identifica uma entidade eclesiástica. • $b - Unidades subordinadas Nome da entidade subordinada a uma entidade principal ou a uma jurisdição ou local, tais como cidade, encontros, reuniões.

Brasil. Constituição, 1988 Constituição da República Federativa do Brasil de 5 de outubro de

Brasil. Constituição, 1988 Constituição da República Federativa do Brasil de 5 de outubro de 1988 041 0 $a por 110 1 $a Brasil 240 1 0 $a Constituição (1988) 245 1 0 $a Constituição da República Federativa do Brasil de 5 de outubro de 1988 $c organização de Alexandre de Moraes 250 $a 31 ed. 260 $a São Paulo $b Atlas $c 2010 300 $a xiv, 470 p $c 21 cm 440 $a Manuais de legislação Atlas 500 $a Inclui índice remissivo 505 650 0 $a Emendas Constitucionais nº 1 a 62. Leis nos 9. 868, de 10 -11 -1999, e 9. 882, de 3 -12 -1999. Emendas Constitucionais de revisão nos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 $a CONSTITUIÇÃO DE 1988 $z BRASIL

Exercício 1 - CD-ROM / + 3 autores AACR 2 – Quando a obra

Exercício 1 - CD-ROM / + 3 autores AACR 2 – Quando a obra é assinada por mais de 3 autores. A Entrada principal é pelo título. Biologia molecular da célula - recurso eletrônico Bruce Alberts. . . [et al. ] tradução do inglês autorizada por Garland Science 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2008 1 CD-ROM Tradução de: Molecular biology of the cell. 5. ed. 2008 Assuntos: BIOLOGIA MOLECULAR, BIOLOGIA CELULAR, GENÉTICA MOLECULAR, CITOLOGIA Autores: Alberts, Bruce; Johnson, Alexander; Lewis, Julian; Raff, Martin; Robert, Keith

245 - TÍTULO PRINCIPAL • Campo para título de uma obra e a indicação

245 - TÍTULO PRINCIPAL • Campo para título de uma obra e a indicação de responsabilidade. Título principal completo podendo conter, também, informação sobre o suporte (meio físico – DGM), subtítulo, outras informações do título, subtítulo da página de rosto e a indicação de responsabilidade.

Indicadores: • Primeiro – Entrada secundária de título • Um valor especifica se deverá

Indicadores: • Primeiro – Entrada secundária de título • Um valor especifica se deverá ou não ser gerada entrada secundária para o título. • 0 Não gera entrada secundária Indica que não será gerada uma entrada secundária de título. O documento entra pelo título, que é a entrada principal. • 1 Gera entrada secundária Indica que deverá ser gerada entrada secundária de título. O documento tem uma autoria. O campo 1 XX foi informado. • Segundo – Caracteres a serem desprezados Especifica o número de caracteres que deverão ser desprezados na ordenação do título. • 0 -9 Número de caracteres a serem desprezados corresponde aos artigos definidos ou indefinidos no início da entrada principal, incluindo o espaço. Por exemplo: O, OS, UMA, NO, LE, VER, THE, EL etc.

Subcampos: • $a - Título principal • $b - Subtítulo Contém o subtítulo, títulos

Subcampos: • $a - Título principal • $b - Subtítulo Contém o subtítulo, títulos paralelos, outras informações sobre o título. • $c - Indicação de responsabilidade • $h – Meio (Designação Geral do Material – DGM) Contém um termo que indica a classe geral do material. A designação geral do material é registrada em caixa baixa, isto é, com letras minúsculas e entre colchetes Entre Conchetes

041 0 245 1 $a por 0 $a Biologia molecular da célula $h [recurso

041 0 245 1 $a por 0 $a Biologia molecular da célula $h [recurso eletronico] $c Bruce Alberts. . . [et al. ] ; tradução do inglês autorizada por Garland Science 250 $a 5 ed. 260 $a Porto Alegre $b Artmed $c 2008 300 $a 1 CD-ROM 500 $a Tradução de: Molecular biology of the cell. 5. ed. 2008 650 $a BIOLOGIA MOLECULAR 650 $a BIOLOGIA CELULAR 650 $a GENÉTICA MOLECULAR 650 $a CITOLOGIA 700 1 $a Alberts, Bruce 700 1 $a Johnson, Alexander 700 1 $a Lewis, Julian 700 1 $a Raff, Martin 700 1 $a Robert, Keith

Exercício 3 - Organizador AACR 2 – Obra com organização a entrada é pelo

Exercício 3 - Organizador AACR 2 – Obra com organização a entrada é pelo título. 9788576283140 Teorias do lazer Giuliano Gomes de Assis Pimentel (organizador) Maringá: EDUEM , 2011 206 p Inclui referências LAZER (ASPECTOS SOCIAIS; ESTUDO E ENSINO; TEORIA) - BRASIL

700 - ENTRADA SECUNDÁRIA – NOME PESSOAL Nome pessoal como entrada secundária que não

700 - ENTRADA SECUNDÁRIA – NOME PESSOAL Nome pessoal como entrada secundária que não tenha sido adotada como entrada principal, como, por exemplo: organizadores, colaboradores, editores, tradutores, orientadores, coorientadores etc. Indicadores: Primeiro – Tipo de entrada do nome pessoal 0 Prenome 1 Sobrenome 3 Nome de família Segundo – Tipo de entrada secundária Identifica o tipo de entrada secundária. # Informação não fornecida Utilizado para entrada secundária de nome pessoal. Não usar entrada analítica para esse campo. 2 Entrada analítica Indica que a entrada secundária é uma analítica. Entrada parte de um item já registrado sob uma entrada abrangente.

 • • • Subcampos: $a - Nome pessoal $b - Algarismos romanos que

• • • Subcampos: $a - Nome pessoal $b - Algarismos romanos que seguem o prenome $c - Títulos e outras palavras associadas ao nome $d - Datas associadas ao nome 89 $e - Termo de relação (de forma abreviada) Função que descreve a relação entre um nome e um documento, por exemplo: organizador, editor, ilustrador, tradutor, orientador etc. $l - Idioma da publicação $q - Forma completa do nome $t - Título da publicação Contém o título, título uniforme ou um título de série utilizados na entrada secundária autor/título. $4 - Código do termo de relação

9788576283140 020 041 0 245 1 $a por 0 $a Teorias do lazer $c

9788576283140 020 041 0 245 1 $a por 0 $a Teorias do lazer $c Giuliano Gomes de Assis Pimentel (organizador) 260 $a Maringá $b EDUEM $c 2011 300 $a 206 p. 500 $a Inclui Referências 650 $a LAZER (ASPECTOS SOCIAIS; ESTUDO E ENSINO; TEORIA) $z BRASIL 700 1 $a Pimentel, Giuliano Gomes de Assis $e org.

Exercício 4 -Assunto = Nome Pessoal - O campo contém um nome pessoal utilizado

Exercício 4 -Assunto = Nome Pessoal - O campo contém um nome pessoal utilizado como assunto atribuído à obra . 858658312 X 040 Gonçalves Dias Primeiros cantos de Gonçalves Dias biografia, vocabulário, comentários, bibliografia por Letícia Malard 2. ed Belo Horizonte: Autêntica, 1998 159 p Leitura literária, v 2 Assuntos: Dias, Gonçalves , LITERATURA BRASILEIRA (CRÍTICA E INTERPRETAÇÃO) , POESIA

Indicadores: Primeiro – Tipo de entrada do nome pessoal Identifica a forma de entrada.

Indicadores: Primeiro – Tipo de entrada do nome pessoal Identifica a forma de entrada. 0 Prenome 1 Sobrenome 3 Nome de família Segundo – Sistema de cabeçalho de assunto/tesauros Especifica qual sistema de cabeçalho de assunto ou tesauro está sendo utilizado. 0 Cabeçalho de Assunto e Lista de Autoridades da LC 4 Fonte não especificada

Subcampos: $a - Nome pessoal $b - Algarismos romanos que seguem o prenome $c

Subcampos: $a - Nome pessoal $b - Algarismos romanos que seguem o prenome $c - Títulos e outras palavras associadas ao nome $d - Datas associadas ao nome $q - Forma completa do nome $t - Título da publicação Contém um título uniforme, título principal, ou um título de série. • $x - Subdivisão geral • $y - Subdivisão cronológica • $z - Subdivisão geográfica • •

$a 858658312 X 020 041 $a por 0 $a Dias, Gonçalves 100 245 1

$a 858658312 X 020 041 $a por 0 $a Dias, Gonçalves 100 245 1 0 $a Primeiros cantos de Gonçalves Dias $c Gonçalves Dias; biografia, vocabulário, comentários, bibliografia por Letícia Malard 250 $a 2 ed 260 $a Belo Horizonte $b Autêntica $c 1998 300 $a 159 p. 440 0 $a Dias, Gonçalves 600 700 $a Leitura literária $v 2 1 0 $a Malard, Letícia

Exercício 5 - Artigo de periódico Lucília Maria Sousa Romão Clarice Lispector - the

Exercício 5 - Artigo de periódico Lucília Maria Sousa Romão Clarice Lispector - the hour of the star: the speech in the exhibition pamphlet Clarice Lispector - a hora da estrela: o discurso no panfleto da exposição Campinas, 2009 p. 77 -87 Este trabalho intenta discutir, à luz da Análise do Discurso francesa, como o conceito de memória e heterogeneidade nos atos de linguagem pode contribuir para uma reflexão sobre os estudos da informação e da documentação. Transinformação , Campinas , n. 21, p. 77 -87, 2009 e-mail do autor //[email protected] usp. br http: //lattes. cnpq. br/8828821460772801 Currículo Lattes

773 – ENTRADA ANALÍTICA (DE PERIÓDICO) • O campo contém informações relativas ao documento-fonte

773 – ENTRADA ANALÍTICA (DE PERIÓDICO) • O campo contém informações relativas ao documento-fonte da unidade componente descrita no registro – relação vertical. Este campo é utilizado para permitir ao usuário localizar a obra física que contém a parte ou subunidade que está sendo catalogada. Em periódicos ou obras publicadas em volumes, é necessário informar o subcampo $g, que indica a localização exata da parte componente dentro do documento bibliográfico.

Indicadores: Primeiro – Controle de nota Contém um valor que especifica se vai ser

Indicadores: Primeiro – Controle de nota Contém um valor que especifica se vai ser gerada uma nota ou não, a partir deste campo. 0 Exibe nota Indica que será gerada nota a partir do dado no campo de entrada de ligação ou a partir do registro relacionado identificado no campo. 1 Não exibe nota Indica que nenhuma nota será gerada no campo de entrada de ligação ou a partir do registro relacionado identificado no campo. Este valor é utilizado quando o texto da nota não descreve de maneira adequada esta relação. Neste caso incluir uma nota no campo 580. Utilizar os campos 760 -787 para facilitar a ligação por máquina, e o campo 580 para exibição das notas. Segundo – Controle do texto da nota O segundo indicador é utilizado para controlar a exibição que precede os dados do campo de entrada de ligação 760 -777 e 786 -787. # In Indica que será gerada uma exibição com o termo In: 8 Não gera visualização Indica que não será gerada nenhuma visualização. Quando necessário, pode-se informar um termo introdutório no subcampo $i.

Subcampos: • $t – Título Contém os títulos dos subcampos $a, $f, $g, $k,

Subcampos: • $t – Título Contém os títulos dos subcampos $a, $f, $g, $k, $n e $p dos campos 130 e 245 do registro relacionado. Não codificar em subcampos separadamente os componentes individuais do título. • $d – Local, editor e data de publicação Informação de publicação dos subcampos $a, $b e/ou $c retirados do campo 260 do registro relacionado. • $g – Partes relacionadas Dados que indicam a parte ou as partes específicas de um documento que está relacionado ao documento descrito nos campos 1 XX/245, tais como datas, volumes e paginação. • $x – ISSN Contém o ISSN de uma publicação seriada retirado do campo 022 (ISSN) do registro relacionado. • $w – Número de controle do registro (R) Contém o número de controle do sistema do registro relacionado, precedido do código MARC, entre parênteses, da instituição para o qual o número de controle se aplica • Exemplo - 773 0 # $t Arquivos de Ciências do Mar / $d Fortaleza : Edições UFC $g v. 44, n. 2, p. 98 - 105, 2011 $x 0374 -5686 $w (BR-Fo. UFC) 69935

041 100 242 245 260 300 520 773 856 $a por 1 $a Romão,

041 100 242 245 260 300 520 773 856 $a por 1 $a Romão, Lucília Maria Sousa 0 0 $a Clarice Lispector - the hour of the star $b the speech in the exhibition pamphlet 1 0 $a Clarice Lispector - a hora da estrela $b o discurso no panfleto da exposição $c Lucília Maria Sousa Romão $a Campinas $c 2009 $a p. 77 -87 $a Este trabalho intenta discutir, à luz da Análise do Discurso francesa, como o conceito de memória e heterogeneidade nos atos de linguagem pode contribuir para uma reflexão sobre os estudos da informação e da documentação. Partindo de recortes do panfleto da exposição sobre Clarice Lispector - a hora da estrela, realizada no segundo semestre de 2007 pelo Museu da Língua Portuguesa (Estação da Luz, São Paulo), interpretamos as várias vozes que circulam e sustentam o sujeito e o sentido 0 $t Transinformação $d Campinas $g n. 21, p. 77 -87, 2009 0 $z e-mail do autor $u //[email protected] usp. br 4 $u http: //lattes. cnpq. br/8828821460772801 $3 Currículo Lattes

Exercício 6 - Trabalho de Evento – Resumo Gustavo Grandini Bastos Biblioteca escolar: espaço

Exercício 6 - Trabalho de Evento – Resumo Gustavo Grandini Bastos Biblioteca escolar: espaço de silêncio e interdição Ribeirão Preto: FFCLRP-USP, 2010 on-line A BCRP possui o material impresso Assuntos: BIBLIOTECA ESCOLAR , SILÊNCIO , ANÁLISE DO DISCURSO Jornada de Análise do Discurso n (4. Ribeirão Preto , 2010) Anais , Ribeirão Preto : FFCLRP-USP, 2010 http: //lattes. cnpq. br/8828821460772801 $3 Currículo Lattes

$a por 041 100 1 245 1 $a Bastos, Gustavo Grandini 0 $a Biblioteca

$a por 041 100 1 245 1 $a Bastos, Gustavo Grandini 0 $a Biblioteca escolar $b espaço de silêncio e interdição 260 $a Ribeirão Preto $b FFCLRP $c 2010 650 $a Biblioteca Escolar 650 $a Silêncio 650 $a Biblioteca Escolar 711 2 $a Jornada de Análise do Discurso $n (4. $d 2010 $c Ribeirão Preto) 773 0 $a Anais , Ribeirão Preto : FFCLRP-USP, 2010 856 4 $u http: //lattes. cnpq. br/8828821460772801 $3 Currículo Lattes

Exercício 7 - Capítulo de livro 9788598233543 040 Cícero Romão Resende de Araujo Teoria

Exercício 7 - Capítulo de livro 9788598233543 040 Cícero Romão Resende de Araujo Teoria política no Brasil hoje São Paulo: ANPOCS , 2010 p. 51 -85 Assunto: POLÍTICA (TEORIA) - BRASIL Horizontes das ciências sociais no Brasil: ciência política. São Paulo : ANPOCS, 2010 http: //buscatextual. cnpq. br/buscatextual/visualizacv. jsp? id=K 4728877 T 9 $3 Currículo Lattes

856 - LOCALIZAÇÃO E ACESSO ELETRÔNICO • Campo que contém informações necessárias para localizar

856 - LOCALIZAÇÃO E ACESSO ELETRÔNICO • Campo que contém informações necessárias para localizar e acessar um recurso eletrônico. Utiliza-se com maior frequência o subcampo $u, onde o endereço de URL já está montado. Deve-se atentar para o preenchimento dos subcampos, inclusive o subcampo de data de acesso $9 • Subcampos: • $a – Nome do servidor R • $u – URL (Endereço eletrônico) R • $x – Nota não acessível ao público R • $z – Nota de acesso público R $9 – Data de acesso

020 $a 9788598233543 040 041 0 $a por 100 1 $a Araujo, Cícero Romão

020 $a 9788598233543 040 041 0 $a por 100 1 $a Araujo, Cícero Romão Resende de 245 1 0 $a Teoria política no Brasil hoje $c Cícero Romão Resende de Araujo 260 $a São Paulo $b ANPOCS $b Barcarolla $c 2010 300 $a p. 51 -85 650 $a Política (Teoria) $z BRASIL 773 $t Horizontes das ciências sociais no Brasil: ciência política $d São Paulo : ANPOCS : Discurso Editorial : Barcarolla, 2010 856 4 $u http: //buscatextual. cnpq. br/buscatextual/visualizacv. jsp? id=K 4728877 T 9 $3 Currículo Lattes