Comunicao Professor Fbio de Biazzi Comunicao Definio Comunicao

  • Slides: 24
Download presentation
Comunicação Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Definição Comunicação é o compartilhamento de informações entre dois ou mais indivíduos ou

Comunicação Definição Comunicação é o compartilhamento de informações entre dois ou mais indivíduos ou grupos para o alcance de um entendimento comum, ou ainda, Ser capaz de apresentar uma mensagem de maneira que as pessoas possam facilmente compreendê-la ou aceitá-la Alcançar uma compreensão comum não significa que as pessoas tenham que concordar umas com as outras Significa que as pessoas devem ter uma idéia relativamente clara daquilo que a outra pessoa ou grupo está tentando dizer a elas Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Razões para o compartilhamento Prover conhecimento sobre objetivos e metas da empresa, como

Comunicação Razões para o compartilhamento Prover conhecimento sobre objetivos e metas da empresa, como desempenhar uma função, dimensões importantes para o desempenho e também para a tomada de decisão Motivar os membros da organização, esclarecendo o que deve ser feito, qual tem sido feito e o que pode ser feito para melhorar a performance e também demonstrando confiança Controlar e coordenar esforços, por tornar claros os papéis, as diretrizes formais, os padrões aceitáveis de comportamento, as regras e também evitando a duplicação de esforços Prover um canal de expressão de sentimentos e emoções Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Razões para o não compartilhamento Informação é poder e compartilhar informações é uma

Comunicação Razões para o não compartilhamento Informação é poder e compartilhar informações é uma forma de compartilhar poder Informação é diferencial competitivo e compartilhar informações pode levar ao vazamento de conhecimentos críticos para a concorrência Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Orientações aos gerentes Assegure que seus subordinados têm todas as inofrmações que eles

Comunicação Orientações aos gerentes Assegure que seus subordinados têm todas as inofrmações que eles precisam para desempenhar suas funções e atingir seus objetivos Esclareça qualquer mudança em curso na organização Encorage seus subordinados para que se comuniquem entre si para que possam trabalhar juntos e atingir metas comuns, ganhando controle sobre seu trabalho Não utilize informações para intimidar, controlar ou manipular as pessoas Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Modelo de comunicação linear Mensagem Emissor Codificação Canal Decodificação Receptor Professor Fábio de

Comunicação Modelo de comunicação linear Mensagem Emissor Codificação Canal Decodificação Receptor Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Modelo de comunicação transacional Mensagem Codificação Canal Receptor Emissor Decodificação Canal Codificação Mensagem

Comunicação Modelo de comunicação transacional Mensagem Codificação Canal Receptor Emissor Decodificação Canal Codificação Mensagem Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Modelo de comunicação transacional Mensagem Codificação Emissor Decodificação Canal Receptor Ruído Canal Decodificação

Comunicação Modelo de comunicação transacional Mensagem Codificação Emissor Decodificação Canal Receptor Ruído Canal Decodificação Codificação Mensagem Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Barreiras à comunicação efetiva Filtragem Percepção seletiva Sobrecarga de informação Emoções Linguagem Apreensão

Comunicação Barreiras à comunicação efetiva Filtragem Percepção seletiva Sobrecarga de informação Emoções Linguagem Apreensão em relação aos eventos de comunicação Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Ruídos externos – qualquer ruído que acontece no ambiente capaz de distrair a

Comunicação Ruídos externos – qualquer ruído que acontece no ambiente capaz de distrair a atenção do receptor ou dificultar a compreensão da mensagem Ruídos internos – ruídos produzidos pela capacidade de processamento do cérebro (pensar > ouvir > falar), por algum ruído externo (através de associação), pelo processo de percepção (seleção, organização e interpretação de informações) ou ainda por interpretações equivocadas da realidade Ruídos semânticos – ruídos provocados por diferenças de significado de palavras e símbolos para diferentes pessoas Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Exemplo de ruídos internos Paul Cameron, professor da Wayne State University, em Detroit,

Comunicação Exemplo de ruídos internos Paul Cameron, professor da Wayne State University, em Detroit, conduziu um estudo com 85 alunos. Um auxiliar produziu um som de alerta aos alunos 21 vezes durante as aulas do Professor Cameron ao longo do curso. Foi pedido aos estudantes para, em cada um desses eventos, registrar seus pensamentos. Os resultados reportados a American Psychological Association mostraram que: • • • 12% dos alunos estavam ouvindo ativamente 20% dos alunos estavam prestando atenção 20% dos alunos estavam recordando algum fato 20 % dos alunos estavam tendo “pensamentos românticos” 28% dos alunos estavam preocupados ou apenas “viajando” Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Direções da comunicação De cima para baixo De baixo para cima Lateral ou

Comunicação Direções da comunicação De cima para baixo De baixo para cima Lateral ou horizontal Em redes Comunicação de “corredor” Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Formas de comunicação Escrita Verbal Não verbal – aparência, postura, linguagem corporal, reações

Comunicação Formas de comunicação Escrita Verbal Não verbal – aparência, postura, linguagem corporal, reações faciais, movimentos dos olhos, toques e movimentos Para-linguagem – ritmo, volume, pausas e entonação Por que eu não levaria você para a escola? Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Mitos sobre linguagem corporal Mentirosos não encaram seus interlocutores Numa conversa, quanto mais

Comunicação Mitos sobre linguagem corporal Mentirosos não encaram seus interlocutores Numa conversa, quanto mais contato visual, melhor Colocar as mãos para trás inspira poder Unir as pontas dos demonstra inteligência Pessoas de status mais elevado mostram domínio tocando As pessoas sorriem quando estão satisfeitas Não se deve confiar em quem fala muito rápido Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Como saber se alguém está mentindo As pessoas fazem mais pausas Excesso de

Comunicação Como saber se alguém está mentindo As pessoas fazem mais pausas Excesso de erros gramaticais Excesso de agitação com as mãos Micro-expressões e primeiras reações Atos falhos “Nossos inimigos são criativos e ágeis, e nós também. Eles nunca param de pensar em novas maneiras de prejudicar nosso país e nosso povo, e nós também” (George W. Bush) Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Canais de comunicação Relatórios e boletins Memorandos e cartas Discursos e apresentações pré-gravadas

Comunicação Canais de comunicação Relatórios e boletins Memorandos e cartas Discursos e apresentações pré-gravadas Correio eletrônico Grupos de discussão on-line Mensagem de voz Discursos e apresentações ao vivo Riqueza do canal quantidade de informação que pode ser transmitida durante um episódio de comunicação Conversas telefônicas Vídeo-conferências Conversação face-a-face Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Treinamento em habilidades de comunicação Habilidade Anos de treinamento Uso na vida adulta

Comunicação Treinamento em habilidades de comunicação Habilidade Anos de treinamento Uso na vida adulta Escrever 14 Reduzido Ler 8 Razoável Falar 1 Alto Ouvir 0 Muito alto Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Tipos de ouvintes Não ouvinte ou ouvinte marginal – escutam, mas não ouvem,

Comunicação Tipos de ouvintes Não ouvinte ou ouvinte marginal – escutam, mas não ouvem, pois estão desinteressados, preocupados com outras coisas ou estão preparando sua próxima fala Ouvinte avaliador – esforça-se para ouvir e prestar atenção, mas não para compreender as razões, intenções e objetivos de quem fala Ouvinte ativo – escuta e ouve a mensagem, demonstrando atenção total ao conteúdo da mensagem e à intenção de quem fala Professor Fábio de Biazzi

Comunicação Como fazer para ouvir ativamente Ouvir o conteúdo da mensagem “Ouvir” os sentimentos

Comunicação Como fazer para ouvir ativamente Ouvir o conteúdo da mensagem “Ouvir” os sentimentos de quem fala Responder aos sentimentos de quem fala Perceber as insinuações de quem fala (verbais ou não) Refletir de volta a quem fala o que você acha que está ouvindo Professor Fábio de Biazzi

Comunicação em situações críticas Demandas não razoáveis do superior imediato Falta de cooperação de

Comunicação em situações críticas Demandas não razoáveis do superior imediato Falta de cooperação de seus pares Comunicação de uma decisão desagradável Atendimento a um cliente “irado” Apresentação de um relatório para gerentes e diretores Discordância em relação a opiniões de outros Explicitação de críticas em relação ao trabalho de outros Professor Fábio de Biazzi

Comunicação em situações críticas Agressividade Defender seus direitos de forma a violar os direitos

Comunicação em situações críticas Agressividade Defender seus direitos de forma a violar os direitos dos outros Ignorar ou menosprezar as necessidades, opiniões, desejos, sentimentos e crenças dos outros Expressar seus próprios desejos, necessidades e opiniões de modo inapropriado Professor Fábio de Biazzi

Comunicação em situações críticas Não assertividade Falhar em defender seus direitos ou posições ou

Comunicação em situações críticas Não assertividade Falhar em defender seus direitos ou posições ou fazê-lo de modo a ser facilmente desconsiderado pelos outros Expressar seus desejos, necessidades, opiniões e sentimentos de forma a se desculpar, de modo tímido ou auto-depreciativo Falhar em expressar honestamente suas necessidades, opiniões, sentimentos e crenças Professor Fábio de Biazzi

Comunicação em situações críticas Assertividade Defender seus direitos de forma a não violar os

Comunicação em situações críticas Assertividade Defender seus direitos de forma a não violar os direitos dos outros Expressar seus desejos, necessidades, opiniões sentimentos e crenças de maneira direta, honesta e apropriada Professor Fábio de Biazzi

Comunicação em situações críticas (Por que ser mais assertivo? ) Aumento das probabilidades de

Comunicação em situações críticas (Por que ser mais assertivo? ) Aumento das probabilidades de sucesso Aumento da confiança em você mesmo e nos outros Aumento do nível de respeito dos outros e pelos outros Maior responsabilidade pelo seu próprio comportamento Maior número de iniciativas pessoais Economia de energia Professor Fábio de Biazzi