CENTRO INTERDISCIPLINAR DE ESTUDOS DO GNERO CICLO GNERO

  • Slides: 29
Download presentation
CENTRO INTERDISCIPLINAR DE ESTUDOS DO GÉNERO CICLO GÉNERO EM DEBATE - Parentalidades e Responsabilidades

CENTRO INTERDISCIPLINAR DE ESTUDOS DO GÉNERO CICLO GÉNERO EM DEBATE - Parentalidades e Responsabilidades Parentais II - Mães & Pais: parentalidades diversas Margarida Mesquita 29 de Abril de 2015

ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1. Compreender as (des) igualdades: o contexto de mudanças 2. Parentalidade(s)

ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1. Compreender as (des) igualdades: o contexto de mudanças 2. Parentalidade(s) 3. (Des) iguais envolvimentos na parentalidade 4. (Des) igualdades na Conciliação Trabalho-Parentalidade 5. Reflexão e conclusão

UM CONTEXTO DE DUPLO CONSTRANGIMENTO PARENTALIDADE TORNA-SE MAIS COMPLEXA E EXIGENTE APOIOS E DISPONIBILIDADE

UM CONTEXTO DE DUPLO CONSTRANGIMENTO PARENTALIDADE TORNA-SE MAIS COMPLEXA E EXIGENTE APOIOS E DISPONIBILIDADE DIMINUEM

UM CONTEXTO POTENCIADOR DE PROBLEMAS Possíveis Problemas Parentalidade Envolvimento Co-Parentalidade Parental Incoerências “Antigas” Não

UM CONTEXTO POTENCIADOR DE PROBLEMAS Possíveis Problemas Parentalidade Envolvimento Co-Parentalidade Parental Incoerências “Antigas” Não cumprimento de expectativas Representações Expectativas Satisfação Relativa “Novas”” Conciliação Trabalho. Parentalidade Soluções Socioeducativas e de Guarda Conflitos: Intra-pessoais Inter-pessoais Conciliação trabalho-parentalidade: dupla exigência física, psicológica e de tempo Stress Soluções socioeducativas e de guarda da criança: insuficiências e desadequações Dificuldades

OS DESAFIOS CORRESPONDER ÀS EXIGÊNCIAS E COMPLEXIDADES DO ENVOLVIMENTO PARENTAL CONCILIAR TRABALHO - PARENTALIDADE

OS DESAFIOS CORRESPONDER ÀS EXIGÊNCIAS E COMPLEXIDADES DO ENVOLVIMENTO PARENTAL CONCILIAR TRABALHO - PARENTALIDADE SOLUÇÕES SOCIOEDUCATIVAS E DE GUARDA DAS CRIANÇAS

PARENTALIDADE(S)

PARENTALIDADE(S)

Inquérito Questionários auto-administrados: questionário dirigido às famílias questionário dirigido aos pais questionário dirigido às

Inquérito Questionários auto-administrados: questionário dirigido às famílias questionário dirigido aos pais questionário dirigido às mães Universo: Pais e mães de crianças em idade pré-escolar que, no ano lectivo de 2008/2009, frequentavam os jardins-de-infância da rede pública do concelho da Amadora. Pré-requisitos: viver numa família nuclear, ambos os progenitores trabalharem a tempo inteiro e serem de nacionalidade/naturalidade portuguesa. Critérios de exclusão: criança ser adoptada ou estar sinalizada como tendo necessidades educativas especiais Amostra: 200 mães e 158 pais Trabalho de campo em duas fases: Entre Setembro e Outubro de 2008; Entre Novembro de 2008 e Janeiro de 2009. 7

PERFIS DE PROGENITORES SEGUNDO OS PROBLEMAS NA PARENTALIDADE VARIÁVEIS STRESS NÃO CUMPRIMENTO DE EXPECTATIVAS

PERFIS DE PROGENITORES SEGUNDO OS PROBLEMAS NA PARENTALIDADE VARIÁVEIS STRESS NÃO CUMPRIMENTO DE EXPECTATIVAS INCOERÊNCIA (S) DIFICULDADES CONFLITOS (Internos/Relacionais) SATISFAÇÃO COM A PARENTALIDADE PERFIL 1 PROGENITORES DESFAVORECIDOS PERFIL 2 PROGENITORES FAVORECIDOS ALTO MÉDIO/BAIXO MÉDIO/ALTO BAIXO MÉDIA/ALTA BAIXA MÉDIAS/MUITAS POUCAS MÉDIOS/MUITOS POUCOS MEDIANAMENTE A MENOS SATISFEITOS MUITO SATISFEITOS Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

PERFIS DE PROGENITORES SEGUNDO OS PROBLEMAS NA PARENTALIDADE E CO-VARIÁVEIS Fonte: Mesquita, Margarida (2011).

PERFIS DE PROGENITORES SEGUNDO OS PROBLEMAS NA PARENTALIDADE E CO-VARIÁVEIS Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

ENVOLVIMENTO PARENTAL

ENVOLVIMENTO PARENTAL

REPRESENTAÇÕES SOBRE QUAL DOS PROGENITORES SE DEVE ENVOLVER MAIS COM A CRIANÇA 99% 95%

REPRESENTAÇÕES SOBRE QUAL DOS PROGENITORES SE DEVE ENVOLVER MAIS COM A CRIANÇA 99% 95% 99% 93% A mãe ou sobretudo ela O pai ou sobretudo ele 4% A mãe e o pai igualmente 0% 1% 6% 0% 0% Quem deve conhecer educar cuidar decidir Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

EXPECTATIVAS SOBRE QUAL DOS PROGENITORES SE IRIA ENVOLVER MAIS COM A CRIANÇA 1% Quem

EXPECTATIVAS SOBRE QUAL DOS PROGENITORES SE IRIA ENVOLVER MAIS COM A CRIANÇA 1% Quem decidiria Quem educaria Quem cuidaria Quem conheceria melhor o filho 18% 78% 3% 1% 5% 93% 2% O pai ou sobretudo ele A mãe e o pai igualmente 1% 32% A mãe ou sobretudo ela 65% 3% Sem Expectativas 3% 24% 62% 11% Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

MÃES MAIS ENVOLVIDAS NA PARENTALIDADE (1) A mãe ou sobretudo ela O pai ou

MÃES MAIS ENVOLVIDAS NA PARENTALIDADE (1) A mãe ou sobretudo ela O pai ou sobretudo ele 88% 2% 63% 36% 27% 2% Conhece melhor o filho 88% 87% 70% 66% 30% A mãe e o pai igualmente Conhece melhor as rotinas 10% 1% Educa 12% 1% Tem as principais conversas 11% 1% Cuida 1% Decide Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

MÃES MAIS ENVOLVIDAS NOS CUIDADOS (2) Outra pessoa O pai com ou sem ajuda

MÃES MAIS ENVOLVIDAS NOS CUIDADOS (2) Outra pessoa O pai com ou sem ajuda 61% A mãe e o pai igualmente 77% 57% 49% 48% 49% 43% 35% 32% A mãe com ou sem ajuda 20% 8% 6% 1% 1% 8% 2% 0% 1% 4% 0% Cuida da Cuida do Sono Cuida da alimentação Higiene Vestuário Saúde Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

MÃES DESPENDEM MAIS TEMPO NA PARENTALIDADE (3) 62% 37% 49% 48% 43% 26% 25%

MÃES DESPENDEM MAIS TEMPO NA PARENTALIDADE (3) 62% 37% 49% 48% 43% 26% 25% 22% 21% 6% 49% 41% 29% 13% 49% 48% 11% 6% O pai A mãe Mais tempo Mais tempo / dia de a cuidar/ em lazer/ / fim-de- a cuidar / em lazer/ semana dia de semana fim-desemana Igual Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

RELAÇÃO ENTRE REPRESENTAÇÕES E PRÁTICAS NO ENVOLVIMENTO PARENTAL Decidir 11% 88% Modelo de educação

RELAÇÃO ENTRE REPRESENTAÇÕES E PRÁTICAS NO ENVOLVIMENTO PARENTAL Decidir 11% 88% Modelo de educação e cuidados 24% 71% Não coincidem 34% Cuidar Coincidem 65% Educar 12% 87% Conhecer melhor o filho 32% 66% Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

RELAÇÃO ENTRE EXPECTATIVAS E PRÁTICAS NO ENVOLVIMENTO PARENTAL Decidir 21% 75% Cuidar 32% 65%

RELAÇÃO ENTRE EXPECTATIVAS E PRÁTICAS NO ENVOLVIMENTO PARENTAL Decidir 21% 75% Cuidar 32% 65% Educar Conhecer melhor o filho Não coincidem Coincidem 11% 86% 32% 56% Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

MÃES COM MENOS EXPECTATIVAS CUMPRIDAS 66% 60% 56% Grupo Expectativas não cumpridas: Alto 29%

MÃES COM MENOS EXPECTATIVAS CUMPRIDAS 66% 60% 56% Grupo Expectativas não cumpridas: Alto 29% 25% 10% 15% Grupo Expectativas não cumpridas: Médio 27% 13% Grupo Expectativas não cumpridas: Baixo Pai Mãe Total Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

CONCILIAÇÃO TRABALHO-PARENTALIDADE

CONCILIAÇÃO TRABALHO-PARENTALIDADE

PAIS COM CONDIÇÕES DE TRABALHO MAIS DESFAVORÁVEIS Pais trabalham em média 9, 2 horas

PAIS COM CONDIÇÕES DE TRABALHO MAIS DESFAVORÁVEIS Pais trabalham em média 9, 2 horas por dia e Mães 8, 1 horas Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

AMBOS STRESSADOS NA CONCILIAÇÃO TRABALHO - PARENTALIDADE: MAS AS MÃES MAIS DO QUE OS

AMBOS STRESSADOS NA CONCILIAÇÃO TRABALHO - PARENTALIDADE: MAS AS MÃES MAIS DO QUE OS PAIS Stress Global Baixo Stress Global Médio Stress Global Alto 84% 72% 13% 16% 6% Pai Mãe 10% 79% 11% 10% Total Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

AMBOS STRESSADOS: MAS AS MÃES MAIS DO QUE OS PAIS Sress por pressão do

AMBOS STRESSADOS: MAS AS MÃES MAIS DO QUE OS PAIS Sress por pressão do tempo Stress Fisíco Stress Psicológico Pressão do Tempo é o mais significativo mas a maioria também sente stress físico e muitos (sobretudo as mães) psicológico 43% Frequentemente 35% Raramente Nunca 8% 6% 11% 49% 44% 54% Frequentemente 39% 38% 40% Raramente Nunca 5% 4% 6% 23% Nunca 4% 3% 5% 56% 58% 54% Total Mãe Pai 71% 66% 74% Frequentemente Raramente 50% 29% Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

MAIS FRUSTRADOS QUE CULPADOS: SOBRETUDO AS MÃES MAS TAMBÉM OS PAIS 91% 78% Pai

MAIS FRUSTRADOS QUE CULPADOS: SOBRETUDO AS MÃES MAS TAMBÉM OS PAIS 91% 78% Pai Mãe 60% Total 84% 61% 49% 63% 56% 45% 29% 37% 36% 32% 20% 11% 6% 2% 9% Frequente 1% Às vezes Inexistente Sentimento de frustração 62% 2% Frequente 8% Às vezes 15% 4% 4% Inexistente 35% 4% Frequente Às vezes Inexistente Sentimento de culpa por o trabalho o Sentimento de culpa por o trabalho não afastar do filho lhe permitir cuidar e educar o filho como gostaria Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

Opiniões semelhantes sobre prejuízo para os filhos por os dois progenitores trabalharem a tempo

Opiniões semelhantes sobre prejuízo para os filhos por os dois progenitores trabalharem a tempo inteiro Não umas vezes um outras outro tempo paciência e energia Não o pai tempo paciência e energia Não a mãe tempo paciência e energia Não ambos têm tempo paciência e energia Sim 37% 36% 38% 1% 1% 1% Total 7% 8% 5% Mãe Pai 12% 11% 14% 43% 44% 43% Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

Preferências na conciliação próximas diferentes 6% 5% Os dois a trabalhar a tempo inteiro

Preferências na conciliação próximas diferentes 6% 5% Os dois a trabalhar a tempo inteiro 10% O pai trabalhar e a mãe em casa a cuidar do filho O pai trabalhar a tempo inteiro e a mãe a tempo parcial Os dois trabalharem menos tempo 25% 55% Não sabe/Outra resposta 54% 56% Os dois menos tempo Pai a tempo inteiro e Mãe em Tempo Parcial Pai Trabalhar e Mãe em Casa. Os dois Tempo Inteiro 21% 5% 15% 28% Mãe Pai 7% 3% Fonte: Mesquita, Margarida (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

CONCLUINDO E REFLECTINDO: 1. O contexto de mudanças em que é vivida a parentalidade

CONCLUINDO E REFLECTINDO: 1. O contexto de mudanças em que é vivida a parentalidade contemporânea induz um duplo constrangimento e potencia a existência de problemas; 2. Parentalidade é diferentemente vivenciada: considerando a intensidade com que são vividos os problemas verificam-se diferentes perfis de progenitores;

CONCLUINDO E REFLECTINDO: 3. Verifica-se uma atenuação dos problemas quando o modelo de parentalidade

CONCLUINDO E REFLECTINDO: 3. Verifica-se uma atenuação dos problemas quando o modelo de parentalidade é simétrico: Ø As representações e expectativas são mais simétricas do que as práticas de envolvimento parental: na prática as mães estão ou mais envolvidas do que os pais; 4. Verifica-se uma atenuação dos problemas quando os progenitores estão satisfeitos com o modo como conciliam o trabalho com a família; Ø Embora sendo os pais a ter condições de trabalho mais adversas à conciliação do trabalho com a parentalidade são as mães que sentem mais stress, sentimentos de culpa e frustração.

BIBLIOGRAFIA MESQUITA, Margarida (2014). Parentalidade(s) nas Famílias Nucleares Contemporâneas; Lisboa; ISCSP. (Out/2014). A decisão

BIBLIOGRAFIA MESQUITA, Margarida (2014). Parentalidade(s) nas Famílias Nucleares Contemporâneas; Lisboa; ISCSP. (Out/2014). A decisão de (não) ter (mais) filhos, Barómetro Social, Instituto de Sociologia, Universidade do Porto. (2013). Parentalidade: um contexto de mudanças; Lisboa; ISCSP. (Jun/2013). Discursos em torno do apoio dos avós, Barómetro Social, Instituto de Sociologia, Universidade do Porto. http: //barometro. com. pt/archives/1028 (Fev/2013). Parentalidade: contributo para uma definição do conceito, Barómetro Social, Instituto de Sociologia, Universidade do Porto. http: //barometro. com. pt/archives/889 (2011). Parentalidade nas famílias contemporâneas, e-working paper, Sociologias, nº 2 http: //www. iscsp. utl. pt/images/stories/publicacoes/sociologias_e_working_pa per_n_2. pdf (2011). Parentalidade(s) nas famílias nucleares contemporâneas com crianças em idade pré-escolar: dimensões, desafios, conflitos, satisfação e problemas. Lisboa: Universidade Aberta.

OBRIGADA Margarida Mesquita Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas School of Social and

OBRIGADA Margarida Mesquita Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas School of Social and Political Sciences Tel: [+351] 21 361 94 30 | Fax: [+351] 21 361 94 42 | E-mail: [email protected] ulisboa. pt