AMAIVOS E INSTRUVOS AMAIVOS E INSTRUVOS Por qu

  • Slides: 24
Download presentation

“AMAI-VOS E INSTRUÍ-VOS”

“AMAI-VOS E INSTRUÍ-VOS”

“AMAI-VOS E INSTRUÍ-VOS” Por quê?

“AMAI-VOS E INSTRUÍ-VOS” Por quê?

AMAR 1) – amar é uma construção diária; 2) – é perene; 3) –

AMAR 1) – amar é uma construção diária; 2) – é perene; 3) – constitui aquisição de um bem eterno.

INSTRUÇÃO A instrução é um trabalho que toda criatura deve empreender em benefício de

INSTRUÇÃO A instrução é um trabalho que toda criatura deve empreender em benefício de si mesma. • É PERENE, pois atravessa os tempos, as reencarnações, ficando latente em nosso espírito o aprendizado e quando precisamos, buscamos dentro de nós mesmos.

Efetivamente, o caminho vertical e purificador da superioridade é a sublime destinação de todos.

Efetivamente, o caminho vertical e purificador da superioridade é a sublime destinação de todos. • Temos medo do desconhecido até ele virar conhecido. .

A importância do conhecimento: A)– atual = saúde física e espiritual, pensamentos elevados; B)-

A importância do conhecimento: A)– atual = saúde física e espiritual, pensamentos elevados; B)- futura = outras encarnações (ex. vida em outros mundos inferiores).

A morte em outro planeta

A morte em outro planeta

Mundos mais evoluídos: • Há a desintegração do corpo de forma lenta, sem ocorrer

Mundos mais evoluídos: • Há a desintegração do corpo de forma lenta, sem ocorrer a putrefação; • Os desencarnados têm a oportunidade de visitar seus parentes, durante a semana em que se comemora a semana de finados, momento em que trocam experiências e minimizam a saudade. • Os cemitérios são locais onde ficam os corpos em perfeito estado, em aposentos e podem ser visitados pelos parentes. Não são enterrados.

Nos mundos mais evoluídos

Nos mundos mais evoluídos

Nos mundos mais evoluídos • Não há consumo de carnes; • Os espíritos encarnados

Nos mundos mais evoluídos • Não há consumo de carnes; • Os espíritos encarnados são educados até a maioridade e depois servem gratuitamente o próximo, durante um determinado tempo

Nos mundos mais evoluídos • Não há consumo de • Todos recebem carnes; alimentação,

Nos mundos mais evoluídos • Não há consumo de • Todos recebem carnes; alimentação, vestuários, moradia, • Os espíritos encarnados educação/instrução, são educados até a ainda que não queiram maioridade e depois trabalhar; mas aos que servem gratuitamente o trabalham têm próximo, durante um permissão para determinado tempo obterem bens maiores e melhores.

4. Velório de Dimas 2ª. parte Mãe de Dimas esclarece a André e Fabriciano

4. Velório de Dimas 2ª. parte Mãe de Dimas esclarece a André e Fabriciano sobre a importância do velório: 1 – É o momento dedicado ao enfraquecimento do cordão prateado e final extinção que provocará o restabelecimento integral; 2 - A Falta de comprometimento dos amigos e familiares que não cooperam com o falecido na emissão de pensamentos elevados, impedem um sono reparador para Dimas que se torna povoado de pesadelos; 3 – O pranto dos familiares sobre os despojos atrai o espírito de Dimas para o cadáver;

ANDRÉ FICA SUPRESO: • . Cada imagem das evocações dos encarnados incidem sobre a

ANDRÉ FICA SUPRESO: • . Cada imagem das evocações dos encarnados incidem sobre a mente do desencarnado; • . Muitas vezes os encarnados evocam os espíritos constantes das estórias

André vai a sala do velório e observa: • Faz descrição do ambiente; •

André vai a sala do velório e observa: • Faz descrição do ambiente; • Perto do falecido, as pessoas são mais comedidas; • Mais afastadas, os presentes contam piadas da vida do morto; • Ouve as estórias contadas pelos presentes e nota o impacto no Dimas

 • Estória contada pelo Coronel trouxe o espírito do assassino para o velório

• Estória contada pelo Coronel trouxe o espírito do assassino para o velório e com ele várias entidades sofredoras. • Dimas gemia e sofria com as rogativas do assassino; recebia choques através do cordão final; • Fabriciano limpa o ambiente mandando-os embora e esclarece que Dimas não cultivava o hábito da oração em sua casa. Então mesmo com a proteção da sua pessoa a casa ficava desguarnecida.

 • Nossos amigos da esfera carnal são ainda muito ignorantes para o trato

• Nossos amigos da esfera carnal são ainda muito ignorantes para o trato com a morte. Ao invés de trazerem pensamentos amigos e reconfortadores, preces de auxílio e vibrações fraternais, atiram aos recém-desencarnados as pedras e os espinhos que deixaram nas estradas percorridas. • (Os indigentes é que são felizes)

A ESPOSA • PRANTO COPIOSO DA ESPOSA ESTABELECE UM VÍNCULO VIGOROSO COM DIMAS ATRAVÉS

A ESPOSA • PRANTO COPIOSO DA ESPOSA ESTABELECE UM VÍNCULO VIGOROSO COM DIMAS ATRAVÉS DO FIO PRATEADO. • DIMAS LEVANTA-SE DO LEITO CAMBALEANTE, LÍVIDO E SEMI LOUCO.

O APRENDIZADO DE ANDRÉ • “APRENDERA QUE AS C MARAS MORTUÁRIAS NÃO DEVEM SER

O APRENDIZADO DE ANDRÉ • “APRENDERA QUE AS C MARAS MORTUÁRIAS NÃO DEVEM SER PONTOS DE REFERÊNCIA À VIDA SOCIAL, MAS RECINTOS CONSAGRADOS À ORAÇÃO E AO SILÊNCIO. ”

Dicas de comportamento: • Orem muito e vigiem ainda mais;

Dicas de comportamento: • Orem muito e vigiem ainda mais;

Dicas de comportamento: • Orem muito e vigiem ainda mais; • Não se esqueçam

Dicas de comportamento: • Orem muito e vigiem ainda mais; • Não se esqueçam que o falecido está ali consciente ou ainda meio sonambúlico antes de encontrar ou sintonizar com sua turma;

Dicas de comportamento: • Orem muito e vigiem ainda mais; • Não se esqueçam

Dicas de comportamento: • Orem muito e vigiem ainda mais; • Não se esqueçam que o falecido está ali consciente ou ainda meio sonambúlico antes de encontrar ou sintonizar com sua turma, mas o espírito está registrando tudo; • Nosso céu e nosso inferno começa no velório e no enterro;

Dicas de comportamento: • Se formos os familiares do falecido: • empreender palestras de

Dicas de comportamento: • Se formos os familiares do falecido: • empreender palestras de conteúdo elevado esclarecendo as circunstâncias em que todos nós estaremos algum dia. Tais palestras são acompanhadas pelos desencarnados que nos ouvem. • colocar músicas clássicas e ou religiosas.

O que não fazer. . • Não contar piadas; • Não lembrar e/ou comentar

O que não fazer. . • Não contar piadas; • Não lembrar e/ou comentar casos ocorridos com o falecido; • Não evocar outros espíritos pois não sabemos a condição moral deles.