A gesto universitria e a poltica nacional de

  • Slides: 20
Download presentation

A gestão universitária e a política nacional de avaliação da educação superior

A gestão universitária e a política nacional de avaliação da educação superior

Marcelo Ferreira Lourenço • Reitor da UNIFEV – Votuporanga – SP • Vice-Presidente da

Marcelo Ferreira Lourenço • Reitor da UNIFEV – Votuporanga – SP • Vice-Presidente da ABRUC (Ass. Bras. Universidades Comunitárias) – Brasília – DF • Membro Titular do Fórum Nacional de Educação

O MARCO LEGAL Regulação : ato legal de autorização, reconhecimento ou de renovação de

O MARCO LEGAL Regulação : ato legal de autorização, reconhecimento ou de renovação de reconhecimento de cursos superiores de graduação (licenciaturas, bacharelados e de tecnologia) e, de credenciamento ou recredenciamento de Instituições de Ensino Superior

O MARCO LEGAL Base Legal : - CF/1988 - LDBEN: Lei 9394/1996 - Decreto

O MARCO LEGAL Base Legal : - CF/1988 - LDBEN: Lei 9394/1996 - Decreto 5773/2006 - Portaria, Resoluções. . . * fontes de informação

O MARCO LEGAL Supervisão : ato de verificação de condições de funcionamento ou de

O MARCO LEGAL Supervisão : ato de verificação de condições de funcionamento ou de oferta, a partir de diferentes formas de acompanhamento

O MARCO LEGAL Avaliação : conjunto de ações articuladas, envolvendo instrumentos de avaliação para

O MARCO LEGAL Avaliação : conjunto de ações articuladas, envolvendo instrumentos de avaliação para objetos e dimensões diferentes, que visam oferecer subsídios para a regulação e para a supervisão

O MARCO LEGAL Avaliação para o gestor de IES Instrumento de gestão - participativa

O MARCO LEGAL Avaliação para o gestor de IES Instrumento de gestão - participativa - distributiva

OBJETIVOS - Preservar direitos e deveres (da sociedade e do governo) - Fixar metodologias

OBJETIVOS - Preservar direitos e deveres (da sociedade e do governo) - Fixar metodologias e ritos processuais - Garantir padrões mínimos de qualidade

OBJETIVOS - Permitir melhoria constante - Tornar públicos os resultados - Democratizar a participação

OBJETIVOS - Permitir melhoria constante - Tornar públicos os resultados - Democratizar a participação da comunidade (interna e externa) - Oferecer informações rápidas e corretas à sociedade e ao governo, a partir de banco de dados digitais, para a tomada de decisão e para o desenvolvimento de Políticas de Estado

A PRÁTICA - Pontos a avançar - burocratização excessiva - imparcialidade - critérios discutíveis

A PRÁTICA - Pontos a avançar - burocratização excessiva - imparcialidade - critérios discutíveis - ranqueamento - baixa confiabilidade nas informações e nos resultados

A PRÁTICA - Pontos a destacar - acesso a instâncias recursais - evolução significativa

A PRÁTICA - Pontos a destacar - acesso a instâncias recursais - evolução significativa nos padrões médios de oferta - série histórica

A EXPERIÊNCIA - O que geralmente NÃO DEU CERTO (“contras”) - terceirização de pessoal

A EXPERIÊNCIA - O que geralmente NÃO DEU CERTO (“contras”) - terceirização de pessoal e de serviços - consultoria externa operacional - ações preparatórias sem segmento ou desconectadas da realidade institucional - sobreposição de funções

A EXPERIÊNCIA - O que geralmente DEU CERTO (“prós”) - envolvimento dos segmentos da

A EXPERIÊNCIA - O que geralmente DEU CERTO (“prós”) - envolvimento dos segmentos da IES - fortalecimento da CPA e da AI - foco na Missão, na Visão e nos Valores e Princípios Institucionais - capacitação constante dos gestores

A EXPERIÊNCIA - O que geralmente DEU CERTO (“prós”) - valorização dos docentes e

A EXPERIÊNCIA - O que geralmente DEU CERTO (“prós”) - valorização dos docentes e dos colaboradores técnico-administrativos pelo mérito - central de documentação - clareza e significância nos PPCs, PPI e PDI - convencimento pelo bom exemplo

A EXPERIÊNCIA - O que geralmente DEU CERTO (“prós”) - PALAVRAS DE ORDEM -

A EXPERIÊNCIA - O que geralmente DEU CERTO (“prós”) - PALAVRAS DE ORDEM - cultura da MARCA - atitude pró-ativa em auto-avaliação - sensação de pertencimento - investimento nos atores e no palco

A EXPERIÊNCIA EM RESUMO -Uso dos resultados para promoção constante de mudanças em direção

A EXPERIÊNCIA EM RESUMO -Uso dos resultados para promoção constante de mudanças em direção à melhoria da qualidade -Adoção da máxima: Avaliação como Meio e não como Fim

marcelo@fev. edu. br www. unifev. edu. br www. abruc. org. br

[email protected] edu. br www. unifev. edu. br www. abruc. org. br